Se lhe pedissem um palpite sobre qual é o jogador que por mais minutos esteve em campo nos últimos anos, você provavelmente chutaria o nome de algum goleiro. É de se esperar que arqueiros como Buffon e Neuer, titulares absolutos de seus times, tenham sido os atletas mais constantes pelo fato de que a posição é a menos propensa a sofrer grandes alterações por causa de algum rodízio. Mas pense duas vezes na hora de fazer esse palpite, porque na verdade o dono do pódio é mesmo um zagueiro. Nas últimas duas temporadas, ninguém esteve mais minutos em campo do que Diego Godín. E há alguns motivos para isso.

VEJA TAMBÉM: Nova camisa reserva do Atleti também celebra o doblete de 1995/96

O defensor do Atlético de Madrid soma incríveis 11345 minutos, contando atuações pelo clube e pela seleção uruguaia, nas temporadas 2013/14 e 2014/15. Em termos de partida, os líderes do ranking são outros dois jogadores de linha, Alexis Sánchez e Toni Kroos, com 137 jogos cada, mas o trunfo do zagueiro é o fato de quase nunca ser substítuido. Mais precisamente, Godín apenas deixou o campo para a entrada de um companheiro em uma oportunidade nos últimos dois anos: em um amistoso do Uruguai contra a Eslovênia, em junho de 2014.

O uruguaio precisou de 126 jogos para alcançar os 11345 minutos, e em nenhum deles entrou como reserva. Atrás de Toni Kroos, com 136, Godín é o segundo atleta a ter mais partidas como titular nas últimas duas temporadas. Além do status de titular absoluto no Atleti e na seleção uruguaia e da pequena predisposição de Diego Simeone para revezamentos nos Colchoneros, conta a favor do beque o fato de que, desde novembro de 2010, nenhuma lesão lhe acometeu. Algo talvez ainda mais impressionante do que o número de minutos em que esteve em campo.

Ao lado de Miranda, Godín formou uma das duplas de zaga de maior sucesso dos últimos anos no futebol europeu. Com a saída do companheiro para a Internazionale, deve ganhar ainda mais relevância no funcionamento do setor defensivo do Atlético de Madrid. Aos 29 anos, com um histórico quase nulo de lesões e completamente estabelecido no clube e na seleção – da qual é o capitão –, não há motivos para imaginar que não possa dar conta do recado.

Confira o top 10 de jogadores que mais atuaram nos últimos dois anos:

Captura de Tela 2015-07-09 às 23.19.11

Via ESPNFC