Nico González brilhou de novo e, com consistência, a Argentina derrotou o Peru na visita a Lima

Ainda invicta nas Eliminatórias, a Argentina viveu nesta terça sua melhor atuação neste início de campanha, ao derrotar o Peru com autoridade no Estádio Nacional de Lima. Sem brilhantismo, a Albiceleste contou com a consistência de seu meio-campo para controlar o jogo e teve lampejos individuais na construção do triunfo por 2 a 0. Nicolás González mereceu destaque com outro gol pela seleção. Lautaro Martínez também deixou o seu, enquanto Giovani Lo Celso e Leandro Paredes descolaram lindas assistências. Triunfo que indica um caminho, pela solidez apresentada pelos argentinos ao longo da noite, ainda que os peruanos tenham deixado a desejar.

A Argentina modificou a escalação adotada no empate contra o Paraguai, mas manteve alguns destaques. O meio-campo contou com um quarteto formado por Rodrigo de Paul, Leandro Paredes, Giovani Lo Celso e Nicolás González. Já no ataque, Lionel Messi e Lautaro Martínez se combinavam. Com mais volume, os argentinos não tiveram muitos problemas para dominar o meio-campo e propor o jogo em Lima. E a vitória seria construída desde cedo. Após algumas boas chegadas, o primeiro gol aconteceu aos 17. Lo Celso fez uma jogadaça pela esquerda, chamando a marcação para dançar e passando ao meio da área. Nico González dominou já tirando o zagueiro e bateu na saída de Pedro Gallese.

Titular pela primeira vez no Peru, Gianluca Lapadula tentava brigar na frente, mas os anfitriões não encontravam muitas brechas para atacar. A Argentina fazia um trabalho seguro, ditando o ritmo e esperando o momento certo para fuzilar. Assim, construiria uma belíssima jogada no segundo tento, aos 28. Paredes acertou um passe magistral por entre os defensores e deixou Lautaro de frente para o crime. O atacante driblou Gallese, antes de bater à meta vazia. A Blanquirroja melhorou um pouco depois disso, com tentativas de Edison Flores e André Carrillo, mas faltava qualidade na construção, sem exigir muito da defesa albiceleste.

Na volta ao segundo tempo, Franco Armani espalmou uma falta cobrada por Yoshimar Yotún, mas a Argentina fechava os espaços e aguardava uma brecha aos contra-ataques. Lucas Ocampos saiu do banco e quase ampliou, parando em excelente defesa de Gallese. Quando o Peru chegava, não tinha a mesma contundência. A Albiceleste nem precisou de Messi, em noite na qual se movimentou bastante, mas era travado nos arremates, para manter a tranquilidade. Ángel Di María foi outro a entrar na segunda etapa e ver Gallese se agigantar, numa sequência de arremates dos argentinos em busca do terceiro. Já nos minutos finais, os visitantes nem precisaram de muito esforço, com a postura apática dos peruanos sem proporcionar uma reação.

Depois do empate em casa contra o Paraguai, a Argentina se recupera e chega aos dez pontos nas Eliminatórias. A equipe ocupa a segunda colocação, atrás apenas do Brasil. A próxima Data Fifa tende a ser decisiva à Albiceleste, com os clássicos diante do Uruguai e do próprio Brasil em março. Já o Peru vê distante seu sonho de ir a outra Copa do Mundo, ao menos pelo péssimo início no qualificatório. A Blanquirroja tem somente um ponto em quatro rodadas, na penúltima colocação e já cinco pontos abaixo da zona de classificação. A chance de recuperação em março virá contra Venezuela e Colômbia.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore