O Nice tem seus dois primeiros reforços depois de ser comprado pela Ineos, empresa que tem o bilionário britânico Jim Ratcliffe como dono. O dinamarquês Kasper Dolberg, de 21 anos, deixa o Ajax e vai para a França por € 20,5 milhões. Além dele, o clube da costa francesa anunciou também Alexis Claude-Maurice, também de 21 anos, que veio do Lorient por € 14 milhões.

“Depois de passar nos exames médicos na quarta-feira, o atacante dinamarquês Kasper Dolberg completou a sua transferência para o Nice na manhã desta quinta”, diz comunicado do Nice. Dolberg era reserva do Ajax e perdeu muito espaço desde a temporada passada, que o campeão holandês passou a jogar sem um centroavante. E quando tinha um, o nome escolhido era Klaas-Jan Huntelaar, veterano. Pelo Ajax, foram 119 jogos e 45 gols e 16 assistências. É alto, com 1,87 metro, e forte, com 85 quilos.

O outro contrato é Alexis Claude-Maurice, meia ofensivo de 21 anos. Na temporada passada, jogando na Ligue 2, a segunda divisão francesa, fez 36 jogos e 14 gols. Pode jogar centralizado e também pelo lado esquerdo. Formado pelas categorias de base do Lorient, foi eleito para a seleção da temporada da Ligue 2. O jogador nunca atuou na primeira divisão e fará a sua estreia pelo Nice.

Alexis Claude-Maurice apresentado pelo Nice (Divulgação)

Os dois jogadores entram na política anunciada por Bob Ratcliffe, irmão de Jim, que é quem tem tocado o projeto do Nice. A ideia é contratar jogadores jovens para formar o time a partir de uma boa rede de olheiros, com observação eficiente. A ideia do clube é ser um time com presença constante na Champions League dentro de um prazo de três a cinco anos.

O clube também anunciou dois nomes-chave para a diretoria. Jean-Pierre Rivere foi escolhido como presidente do Nice, enquanto Julien Fournier foi escolhido como diretor de futebol. Ele já atuava como conselheiro da INEOS em transferências.

“Jean-Pierre tem uma paixão por futebol e uma paixão por Nice e é uma ótima combinação. Nossa busca por excelência está refletida nessa nomeação. Com o seu histórico comprovado, ele tem todas as credenciais para liderar nosso projeto em Nice e na Ligue 1”, afirmou Bob Ratcliffe.

“Julien, com seu profundo conhecimento e redes de contato, tem todos os atributos para garantir que o DAN da Ineos de identificar valor está incorporada nesta expansão significativa para as nossas atividades de futebol”, explicou ainda Bob Ratcliffe.

Os dois jogadores estiveram presentes na derrota do Nice em casa para o Olympique de Marseille por 2 a 1, nesta quarta-feira. O jogo chegou a ser paralisado por causa de faixas homofóbicas que foram abertas por torcedores.