Neymar vinha sendo questionado pela imprensa espanhola pelas suas atuações. Ele não vinha jogando mal, mas o nível tão alto de Luis Suárez e Lionel Messi fez com que a estrela de Neymar brilhasse menos. Nos jogos da Copa do Rei, o brasileiro conseguiu brilhar e decidir. Neste sábado, voltou a ser o melhor jogador em campo, mas desta vez pelo Campeonato Espanhol e com Lionel Messi em campo. O camisa 11 foi o craque do jogo contra o Athletic Bilbao, na vitória por 3 a 0. Inclusive ajudando Paco Alcácer a desencantar.

LEIA TAMBÉM: O dia em que Ronaldo e Batistuta se juntaram para destruir a Europa de Zidane

Foram longos meses de espera. Paco Alcácer chegou ao Barcelona para ser reserva do trio de ataque titular, sabia disso. Mas esperava entrar e deixar seus golzinhos vez ou outra, claro, afinal, quem não sonha com isso jogando com tantos craques? Só que não foi tão fácil assim. O atacante espanhol conseguiu seu primeiro gol em um amistoso no Catar, no fim do ano. Mas ele nem comemorou muito. Depois veio o gol contra o Hércules, na Copa do Rei. Já vale mais que o anterior, mas ainda é um adversário fraco. Faltava um gol no Espanhol ou, vá lá, na Champions League.

O gol que tirou esse peso das costas de Alcácer veio aos 18 minutos do primeiro tempo. Ele começou o jogo substituindo Suárez, poupado no banco de reservas. Diante de um Camp Nou com 83.884 pessoas, queria finalmente balançar as redes. Só que quem ajudou o camisa 17 foi Neymar, em uma linda jogada individual pela ponta esquerda. Ele passou pela marcação e tocou para trás, onde Alcácer só finalizou.

O segundo gol foi de Messi, mas não foi um gol típico do argentino. Ele cobrou uma falta sem ângulo, em cima do goleiro, que aceitou. Gol do Barcelona, ainda no primeiro tempo. Depois, já na segunda etapa, outro renegado como Alcácer marcou. Em jogada individual, dividindo duas vezes ao longo do caminho, o lateral direito Aleix Vidal tirou o chute de Neymar e bateu ele mesmo, de esquerda.

Neymar foi o jogador mais perigoso do Barça, com boas jogadas em diversos momentos. Uma atuação para voltar a receber elogios, sendo o jogador que se espera que ele seja. São poucos gols na temporada, mas ele continua sendo um grande passador. São 15 assistências com a que ele deu a Alcácer.

O Barcelona chega a 45 pontos, um atrás do Real Madrid. Só que os merengues estão com dois jogos a menos, porque não jogou ainda na rodada e tem uma partida atrasada, contra o Valencia, que foi adiada na época no Mundial de Clubes.