Neymar fez sua primeira aparição na Netflix durante o último ano, quando ajudou a promover a nova temporada da série “La Casa de Papel”. Dentro de alguns meses, no entanto, o brasileiro deverá estrelar seu próprio conteúdo no serviço por streaming. Segundo informações do jornal Le Parisien, o atacante do Paris Saint-Germain será protagonista de uma série documental. A Netflix não ofereceu confirmações nem informações sobre a produção ao periódico.

O jornal francês relata que equipes de filmagem acompanham regularmente Neymar durante os últimos tempos. Os funcionários da Netflix têm acesso privilegiado ao centro de treinamentos do PSG e seguem as atividades do camisa 10, também dentro de campo. Não há qualquer declaração oficial do clube sobre o assunto. Mas, conforme uma fonte do Le Parisien, a quantidade de imagens registrada deve ser suficiente para uma série.

Neymar seria mais um elemento para aprofundar a presença da Netflix no futebol. A companhia já lançou algumas séries documentais sobre o esporte, com destaque às produções sobre Juventus e Sunderland. A Argentina representa portas importantes abertas pela empresa, que primeiro realizou “Boca Juniors: Confidencial”, antes de estrear nas últimas semanas “Maradona no México” e “Apache: A vida de Carlos Tevez”.

Ainda assim, há uma disputa ferrenha à Netflix com a Amazon pelo mercado boleiro. O Prime Vídeo possui um conteúdo de bastidores bem forte, como as séries sobre Manchester City e Borussia Dortmund, ou o documentário que acompanhou a França na Copa de 2018. Além disso, a gigante americana também fez uma série sobre o zagueiro Sérgio Ramos. E tem um diferencial, ao adquirir os direitos de transmissão em alguns países.

A escolha por Neymar parece bem lógica. Primeiro, por toda a penetração que a Netflix teria no mercado brasileiro – e em outras regiões na qual existe uma predileção pelo camisa 10 da Seleção. Depois, pelo acesso ao atacante, considerando que apostar em séries sobre Lionel Messi ou Cristiano Ronaldo não seria tão barato. Depois, pelo próprio roteiro que a realidade oferece, cheio de conflitos e tramas a se resolver. Interesse não faltará.

“Todos os grandes do mercado tentam se aproximar das estrelas do futebol e do esporte. Os próximos vencedores serão aqueles que fecharem com Cristiano Ronaldo, Messi ou Neymar”, explicou um representante da Amazon, meses atrás, ao jornal Le Parisien. A Netflix parece ter vencido ao menos esta queda de braço.