Foi bacana ver a homenagem de Neymar a Kobe Bryant, com quem tinha uma relação de carinho

Kobe Bryant passou a torcer pelo Milan na juventude e depois aprendeu a apreciar o Barcelona, mas também tinha ligação com o Paris Saint-Germain. A Nike patrocina tanto o clube quanto a lenda do basquete, o que facilitou a aproximação. Em outubro de 2017, Kobe visitou o CT parisiense e assistiu a um treinamento. O veterano esbanjou simpatia, ao tirar fotos com os jogadores e até mesmo arriscar embaixadinhas. Neymar, em especial, indicava seu carinho. Os dois já se conheciam desde anos antes. Em 2013, durante a Copa das Confederações, o americano foi ao vestiário da Seleção na Fonte Nova e se encontrou com o camisa 10, a quem reservou elogios.

“Eu comecei vendo Ronaldo jogar e depois veio o Ronaldinho. Agora, o Neymar está realmente elevando o nível do futebol brasileiro, em termos de criatividade, domínio dos fundamentos e competitividade. Eu gosto muito de vê-lo jogar”, diria ainda Kobe, em entrevista à ESPN durante a Copa de 2014.

O contato de Neymar com Kobe Bryant não era exclusivo entre os jogadores do futebol, diante da paixão do americano pelo esporte. Independentemente disso, a proximidade torna mais significativo e tocante o gesto do craque neste domingo, ao comandar a vitória do PSG por 2 a 0 sobre o Lille, pela Ligue 1. Durante a comemoração de seu segundo gol na partida, o camisa 10 correu às câmeras e indicou o número 24, antes de juntar as mãos em oração e apontar aos céus. Uma clara referência ao número da camisa que Kobe passou a usar no Los Angeles Lakers durante a metade final de sua carreira.

Neymar abriu o placar aos 28 do primeiro tempo, com um golaço. Recebeu o cruzamento de Ángel Di María, teve um belíssimo controle e tabelou com Marco Verratti. Ao pegar a bola de volta, mandou um chutaço no ângulo. Comemorou normalmente. A devastadora notícia sobre a morte de Kobe Bryant chegou aos vestiários do PSG durante o intervalo. Então, no segundo tempo, surgiu a homenagem. Neymar converteu um pênalti aos sete minutos e sinalizou à transmissão o número 24. O gesto coroou a grande atuação do brasileiro, que retoma sua melhor forma neste início de 2020.

Depois da partida, Neymar reforçou sua mensagem: “Fui olhar as redes sociais no intervalo e soube que Kobe tinha falecido. É uma grande tristeza para o mundo do esporte e para todos nós, não apenas aos fãs de basquete, por tudo aquilo que ele fez ao esporte, pela pessoa que ele era. Eu o conhecia, então… O segundo gol eu acabei sinalizando para ele, fiz o seu número. Que sua alma descanse em paz, que esteja com Deus nesse momento”. Um tributo ao ídolo de milhões, que o camisa 10 também tinha a honra de ver como fã.

Classificações Sofascore Resultados