Considerado um dos clubes argentinos mais fortes na Copa Libertadores de 2013, o Newell’s Old Boys sofreu sua primeira decepção nesta quinta-feira. Os leprosos foram até a Venezuela e voltam com a derrota por 2 a 1 para o Deportivo Lara na bagagem. Com o resultado, todos os times do Grupo 7 somam três pontos, entre eles também Olimpia e Universidad de Chile.

O Deportivo Lara começou a surpreender logo aos seis minutos, com Jesús Gómez abrindo o placar. Já no início do segundo tempo, foi a vez de Marlon Fernández ampliar. Limitado às tentativas de Ignacio Scocco, o Newell’s demorou demais a reagir, marcando com Marcos Cáceres apenas nos acréscimos finais.

Técnico do clube de Rosário, Gerardo Martino lamentou a derrota: “A sensação é de que poderíamos ter levado algo a mais. Tivemos muito mais chances de marcar gols do que eles. Tivemos intenção permanente de jogar e não demos ao Lara a possibilidade de manejar a bola ou de contragolpear. Porém, eles foram efetivos e fizeram o que não fomos capazes”.

Libertad se emparelha ao Palmeiras

Pelo Grupo 2, o mesmo do Palmeiras, o Libertad demonstrou sua força ao estrear com vitória por 2 a 0 sobre o Tigre, dentro do Estádio José Dellagiovanna, em Buenos Aires. Os paraguaios dividem a liderança da chave com os brasileiros, ambos com três pontos, e se enfrentam na próxima quinta-feira, em Assunção.

Após primeiro tempo fraco tecnicamente, o Libertad começou a ter o caminho aberto aos oito minutos da etapa complementar, quando Alejandro Donatti foi expulso. Com um jogador a mais, os visitantes saíram na frente imediatamente, em pênalti convertido por Sergio Aquino. Aos 43, o golpe final veio com o tento Jorge González.

Pelo Grupo 4, o Cerro Porteño não teve a mesma competência dos conterrâneos e sofreu a segunda derrota na Libertadores. Nem o apoio da torcida no Estádio General Pablo Rojas foi suficiente para ajudar o Ciclón, batido pelo Real Garcilaso por 1 a 0. Os peruanos chegaram ao triunfo aos 43 do segundo tempo, com Alfredo Ramúa balançando as redes. Como consequência, o Cerro demitiu o técnico Jorge Fossati.

Já na Colômbia, Independiente Santa Fé e Deportes Tolima fizeram encontro local e não foram além do empate por 1 a 1 no Estádio El Campín. Bastaram cinco minutos para que o Tolima abrisse o placar, com Andrés Andrade, mas John Valencia recuperou o prejuízo para o Santa Fé. O clube de Ibagué divide a liderança do Grupo 4 com o Real Garcilaso, ambos com quatro pontos.