O nível de jogo coletivo do Barcelona é questionado até nas vitórias, mas eventualmente esse problema é grande demais até para craques como Lionel Messi contornarem. Neste sábado, diante do Levante, o Barcelona jogou mais uma vez mal, saiu na frente, mas acabou tomando a virada com três gols em sete minutos e perdeu por 3 a 1. E pelo que foi o segundo tempo, poderia ter saído com um prejuízo ainda maior, com chances perdidas pelo adversário. Foi a terceira derrota do Barcelona em La Liga.

O jogo foi bastante lento no primeiro tempo e sem grandes sobressaltos. O que houve para se destacar foi o pênalti de Jorge Miramón em cima de Nelson Semedo, aos 38 minutos, que Lionel Messi cobrou bem e marcou 1 a 0.

No segundo tempo, o Levante pressionou a saída de bola e, em um chute dado para frente, o Levante recuperou a bola, José Luis Morales dominou e tocou para José Campaña, que chutou forte, no canto, sem defesa: 1 a 1, aos 16 minutos. Foi um massacre a partir dali. Aos 18 minutos, Campaña tocou para Borja Mayoral e, de fora da área, ele chutou rápido para acertar o canto e virar o jogo: 2 a 1. Aos 23, depois de cobrança de falta para a área, a defesa tirou e Nemanja Radoja pegou de primeira. Sergio Busquets tentou interceptar a bola e só desviou, matando o goleiro Ter Stegen: 3 a 1.

Em sete minutos, o Barcelona saiu de uma vantagem de um gol para uma desvantagem de dois. Messi ainda conseguiu um gol, em uma jogada de habilidade e sorte. Só que foi anulado depois de ser mostrado impedimento no início da jogada. E pior ainda para o Barcelona: o Levante perdeu algumas chances em contra-ataques para ampliar o placar, que poderia ter sido maior. No fim, ficou no 3 a 1 mesmo.

Standings provided by Sofascore LiveScore