Jonás Gutiérrez tem demonstrado muita coragem na maneira como vem lutando contra seu câncer no testículo, que revelou publicamente no mês passado. Depois de deixar a Inglaterra e retornar à Argentina para tratar a doença, pagando o tratamento do próprio bolso, não se deixou abater pela dispensa do Newcastle e tem usado sua imagem para contribuir com a conscientização sobre o câncer. Neste domingo, deu o maior passo até agora: correu a Maratona de Buenos Aires para evidenciar o trabalho feito pela Fuca (Fundação para a Investigação, Ensino e Prevenção do Câncer).

VEJA TAMBÉM: Novo uniforme do Racing começa a ser vendido no Brasil, mas o preço é alto

Mesmo tratando o câncer com sessões de quimioterapia, o jogador foi capaz de correr todos os 42 quilômetros da Maratona de Buenos Aires, que contou com mais cerca de 10 mil pessoas. Gutiérrez resolveu participar da corrida para ajudar a levantar fundos para a Fuca, fundação que ajuda a combater o câncer há mais de 30 anos na Argentina.

A camisa utilizada por Jonás durante a corrida trazia no peito um desenho, e, conforme o jogador suava, uma mensagem aparecia sobre ela: “O câncer é invisível, detecte-o a tempo”. Além disso, a participação do atleta na maratona foi cercada de ações da Fuca, que criou, por exemplo, a hashtag #CorroConJonas, chamando a atenção para a presença do argentino no evento.

Jonás Gutiérrez entende que como figura pública pode ter um impacto significativo na vida de pessoas que passam por problema parecido com o que ele tem passado. É por essa consciência e, sobretudo, pelo esforço e luta que tem apresentado, que merece todas as homenagens e mensagens de apoio que tem recebido de ex-companheiros de Newcastle, do próprio clube (apesar da dispensa) e, mais recentemente, da seleção argentina. Todos correm com quem tem esse tipo de atitude.