Muitas vezes no perguntamos como os dirigentes tomam decisões como demissões de técnicos, ou mesmo a contratação deles. O Náutico usou uma forma pouco usual – ou, ao menos, pouco divulgada. Uma hora após a derrota do Timbu para o Criciúma, em Santa Catarina, o clube resolveu mandar embora o treinador Zé Teodoro. Então, começaram conversas para a contratação do novo técnico. A reunião foi via Whatsapp, popular programa de mensagens instantâneas para smartphones.

Os dirigentes da cúpula do Náutico conversavam e davam ideias sobre quem poderia comandar o time a partir dali. Será o terceiro técnico do time no Campeonato Brasileiro e a situação é crítica. São apenas oito pontos ganhos em 12 jogos disputados. O time é o lanterna do Brasileirão. A intensa troca de mensagens no grupo do Whatsapp seguia com os dirigentes do Náutico.

Entre os nomes especulados pelos dirigentes, Leão e Dado Cavalcanti. Mas nenhum deles foi o escolhido. Foram muitas ideias,mas a decisão final foi mesmo do presidente Paulo Wanderley. Às 23h45, depois de uma hora e quinze minutos, o novo técnico foi decidido: Jorginho, ex-Bahia, Portuguesa e Palmeiras.

E você achando que o Whatsapp só servia para ficar de paquera…

[A informação é do blog do Cassio Zirpoli, do Diário de Pernambuco]