O Napoli conseguiu uma vitória importante na disputa por um lugar na final da Copa da Itália. Nesta quarta-feira, diante da Internazionale, em Milão, o time conseguiu uma vitória por 1 a 0 no jogo de ida. Em um jogo bastante truncado, com muita pressão da Inter, os visitantes conseguiram segurar o jogo, bloquear a sua própria área e sair de campo com uma vitória que dá excelentes chances ao time para avançar à decisão.

Gattuso não contou com Lorenzo Insigne e Kalidou Koulibaly, que não estavam em condições de iniciar o jogo. Eljif Elmas entrou no time e formou o ataque com Dries Mertens e José Callejón. Os destaques do time na partida, porém, estavam na defesa. As atuações do goleiro David Ospina e dos zagueiros Konstantinos Manolas e Nikola Maksimovic foram excelentes. Bem posicionados, os jogadores contaram com um time com uma linha baixa, marcação forte e velocidade.

O primeiro tempo não foi bom de nenhum dos dois times. O Napoli ficou mais atrás, a Inter tentava chegar, mas as melhores jogadas saíram de bolas paradas, como a cobrança de falta de Cristiano Biraghi. Era, assim, o Napoli que levava mais perigo. No Intervalo, Conte tirou Milan Skriniar e colocou Danilo D’Ambrosio. A ideia parecia desmontar o esquema de três zagueiros, assim forçar mais o ataque pelos lados, com Victor Moses, que era ala, se tornando atacante.

A postura da Inter no segundo tempo foi de pressionar. O time teve mais posse de bola e chutou muito mais a bola – foram 13 a 5 na comparação do jogo. Só quatro chutes acertaram o alvo, contra dois do Napoli. Stefano Sensi, que voltou ao time, não fez uma boa partida. O time todo ficou aquém, apesar da vontade e de ter perdido algumas chances.

O gol saiu logo no começo do segundo tempo. Fabián Ruiz recebeu a bola próximo da área, fez a finta, ajeitou a bola para o pé esquerdo e chutou. A bola foi alta e no ângulo, sem qualquer defesa do goleiro Daniele Padelli. Antonio Conte colocou em campo Christian Eriksen e Alexis Sánchez entraram em campo para tentarem mudar o panorama. Não mudou. Os dois tentaram bastante, mas faltou precisão nas finalizações. E mesmo a qualidade das chances não foi grande. A Inter chegava, mas não assustava.

Seguro em campo, o Napoli conseguiu travar o jogo e deixar a Inter desconfortável o tempo todo. Se conseguir um jogo similar na próxima partida, os Partenopei estarão na decisão da Copa da Itália. O segundo jogo será no estádio San Paolo, no dia 5 de março.