Roma e Lazio fizeram um Derby della Capitale de altas expectativas neste sábado. Pudera: com os dois times voando na Serie A, o resultado no Estádio Olímpico seria primordial para ver quem segue em ritmo mais forte na briga pelas primeiras colocações do campeonato. E que os biancocelesti tenham começado a rodada à frente de seus maiores rivais, acabaram ultrapassados na tabela pelos giallorossi, com a vitória por 2 a 1. Em clássico no qual os romanistas realmente foram superiores na maior parte do tempo, Radja Nainggolan saiu como um dos principais responsáveis pelo triunfo. Mereceu longos aplausos da torcida nas arquibancadas, pela energia e também pelo segundo gol.

Logo aos dois minutos, a Lazio deu um susto. Ciro Immobile saiu na cara do gol e não perdoou, mas a arbitragem corretamente flagrou o impedimento. A partida seguiu tensa, com muitas disputas de bola firmes e desentendimentos entre as duas equipes. No geral, a Roma era melhor. Tinha mais volume de jogo e criava mais ocasiões no ataque, principalmente com Edin Dzeko. O bósnio protagonizou o lance mais perigoso do primeiro tempo, parando em uma defesaça de Thomas Strakosha. Um pouco mais contidos, os biancocelesti ameaçaram pouco, concentrando seus principais momentos em bolas alçadas na área.

A Roma voltou acesa para o segundo tempo. E resolveu o jogo com dois gols nos oito primeiros minutos. Após pênalti sobre Aleksandr Kolarov, Diego Perotti cobrou com uma tranquilidade impressionante, abrindo o placar. Logo na sequência, seria a vez de Nainggolan resolver. O meio-campista aproveitou a enorme avenida na intermediária, avançou com liberdade e bateu no cantinho de Strakosha. Tento para deixar em evidência a grande partida que o belga fazia, oferecendo muita vontade no combate e aparecendo bastante no apoio ao ataque. Saiu premiado com o gol que dava segurança aos romanistas para administrarem a partida.

Todavia, a sequência do dérbi não seria tão serena assim à Roma. As entradas de Jordan Lukaku e Nani deram outra cara à Lazio, que passou a se impor no campo de ataque e rondar a área dos rivais. Faltava um pouco mais de qualidade na conclusão das jogadas. O único chute certo aconteceu justamente no lance do gol, em pênalti cometido por Kostas Manolas, marcado graças à consulta ao árbitro de vídeo. Na cobrança, Immobile encheu o pé e Alisson não chegou a tempo. Nos minutos finais, coube aos giallorossi segurarem o resultado, amarrando o jogo, que ainda teve diversos focos de confusão.

“Nós mostramos um ótimo espírito de equipe, estamos em uma fase grandiosa e precisamos continuar assim. Eu sempre quero ajudar meus companheiros e dei meu máximo para estar pronto para jogar. Esse é o tipo de partida que você não pode perder. Marcar gols não importa para mim, o importante é ajudar o time a vencer e a melhorar. Estamos no caminho certo”, declarou Nainggolan, após a partida. O meio-campista havia sofrido uma lesão recente e era dúvida para o dérbi. Por seu esforço, foi chamado de “super-herói” pelo técnico Eusebio Di Francesco.

A Roma já aparece no encalço dos líderes. Esperando o Napoli entrar em campo na rodada, ficou a dois pontos dos líderes e a um da Juventus. No entanto, vale lembrar que os giallorossi possuem uma partida ainda por fazer, após o adiamento do duelo contra a Sampdoria. Já a Lazio, que também teve um jogo adiado anteriormente, ocupa a quinta colocação, a dois pontos dos rivais. Resta saber quem conseguirá manter essa força até o final da campanha. Por aquilo que mostraram neste sábado, os romanistas estão um passo à frente.