Nainggolan fez uma excelente temporada com a camisa da Roma, tanto que foi votado pelos torcedores como o melhor jogador do time. Contribuiu com 14 gols para a campanha da equipe da capital, em todas as competições, marca recorde da sua carreira. Ao longo dos últimos meses, encarou diversos desafios com meio-campistas e destacou um em especial, o mais difícil na sua opinião: contra o brasileiro Jorginho, do Napoli.

LEIA MAIS: Spalletti admite que não lidou bem com o caso Totti: “Não fiz direito o meu trabalho”

Jorginho, 25 anos, defendeu a Itália em dois amistosos e está no Napoli desde 2014, quando foi contratado do Verona. Enfrentou Nainggolan duas vezes, com uma vitória para cada lado. “O adversário mais difícil que enfrentei nesta temporada? Eu diria Jorginho, do Napoli, mas provavelmente não pelas razões que você pensa”, afirmou, em entrevista ao site oficial da Roma. “Ele sempre joga curto, com passos de um metro. É difícil ficar próximo e tentar impedir suas ações. Você se cansa porque ele distribui a bola muito rapidamente, mas permanece praticamente parado. Não que tenha passado por apuros, mas você precisa de muita energia para manter-se perto e amortecer suas ações. Pode ser difícil, às vezes”.

Nainggolan, 29 anos, agradeceu a votação dos romanistas que o elegeram o melhor jogador da temporada e comemorou as suas exibições individuais. No entanto, exaltou a campanha coletiva da Roma, segunda colocada da Serie A, a quatro pontos da campeã Juventus.

“É um belo reconhecimento da torcida, significa que fiz uma boa temporada. Ser apreciado por eles é uma das coisas mais importantes no futebol e me dará ainda mais vontade de dar 100% no campo”, disse. “As estatísticas dirão que foi minha melhor temporada porque eu fiz muitos gols. Joguei em uma função diferente que me permitiu marcar tanto, e os jogadores que fazem os gols tornam-se ídolos dos torcedores. Mas tantos outros companheiros trabalharam muito e é graças a eles que outros conseguem fazer os gols”.

Questionado sobre qual gol que marcou é seu favorito na temporada, Nainggolan destacou os dois contra a Internazionale. O primeiro pela exigência técnica. O segundo, pela física.