A novela entre Mauro Icardi e Internazionale segue intensa e o meio-campista Radja Nainggolan comentou sobre o assunto em entrevista. O jogador contou que no vestiário da Inter, os comentários da empresária e esposa de Icardi repercutiram mal. Em fevereiro, quando Icardi perdeu a faixa de capitão do clube, Wanda Nara chegou a comentar sobre problemas do seu marido com Ivan Perisic. Isso aumentou ainda mais a divisão no vestiário.

Uma das perguntas feitas a Nainggolan foi sobre Mauro Icardi, que foi colocado fora dos planos da Inter para a temporada, embora sua procuradora e esposa, Wanda Nara, tenha dito que ele quer permanecer no clube. O belga contou que havia um problema com o atacante argentino no vestiário do clube.

“Ele não é um bad boy, mas alguém no vestiário não perdoou os comentários que a sua esposa Wanda fez. Quanto ao que sei, eu nem a ouço. Não assisto programas de futebol”, disse o jogador, em entrevista ao Corriere dello Sport. Wanda participa de um programa semanal na TV italiana, onde acaba comentando muitas vezes sobre as questões envolvendo Icardi.

Sobre a saída da Inter

“É claro que eu quero revanche”, afirmou o jogador. “Eu irei querer provar que eles estavam errados, não só neste jogo, mas em toda temporada. Eu tentei fazer Conte mudar de ideia, eu comecei a pré-temporada com eles e dei o meu máximo, mas não foi o suficiente”.

“[Gabriele] Oriali falou comigo primeiro e então Conte, que me explicou que [minha saída] era uma decisão não relacionada a futebol”, contou o jogador sobre a conversa com o diretor técnico da Inter. “Talvez isso seja parcialmente minha culpa. Vamos dizer que eu não sou o típico jogador, eu não vou direto para casa quando um jogo termina, mas eu não vou mudar o meu estilo de vida”, declarou ainda o jogador na entrevista. “Eu sei que algumas pessoas não gostam. Anotei isso e virei a página. Eu nunca ouvi nada de [Giuseppe] Marotta, ele não falou comigo”.

Saída da Roma

“É realmente uma pena e francamente, muito estranho. Chegar à semifinal da Champions League e depois desmantelar o elenco. Eu estava convencido naquele momento que Eusebio Di Francesco não me queria, em acordo com Monchi. Ao invés disso, Di Francesco me ligou quando ele assumiu a Sampdoria e me disse que nós poderíamos aproveitar juntos lá”, contou o jogador.

“Você pode ver que o trabalho de Monchi na Itália não foi exatamente bem. Ele se encaixa no Sevilla, mas a Roma não era o seu mundo, já que ele deixou o cargo depois de cinco meses e dois dias depois ele já tinha assinado pelo Sevilla”, disse ainda o belga.

“Eu continuo gostando muito dos jogadores, então obviamente eu estou torcendo por eles contra a Lazio neste fim de semana. Quando eu primeiramente cheguei à Roma, eu desenvolvi um grande relacionamento com Daniele De Rossi e Francesco Totti. Eu os via de Clagliari e pareciam dois chefes que poderiam me calar”, descreveu.

“Ao invés disso, eles foram os primeiros a receberem no clube. Francesco parece estar sempre brincando, mas ele é realmente tímido. Daniele falou mais comigo do que qualquer outra pessoa e é mais extrovertido, enquanto Totti é um líder em campo”, contou o jogador.

“Eu acho que De Rossi terá uma grande carreira como técnico no futuro, porque ele tem um cérebro de futebol enorme. Não seria fácil para ele ter sucesso na Roma, nunca é simples quando você foi jogador no mesmo elenco por muitos anos”, analisou ainda Nainggolan.

Relacionamento com Spalletti

“Ele não teve o devido apoio de mim no campo, parcialmente por causa de lesões. Ele sempre me disse que eu era como um motor de turbina, entrava e saía. Ele inventou a ideia de me colocar para jogar mais à frente e eu realmente gostei do meu futebol com ele”, afirmou ainda o jogador.

“Spalletti gosta de mim, mas ele nunca me deixou escapar de nada. Nós estávamos perdendo por 1 a 0 em Turim uma vez e eu estava tendo uma atuação terrível. Eu estava lá, me inclinando, e ele jogou uma garrafa de água em mim. Eu não disse nada, não sou o tipo de jogador que cria polêmica em público. Os problemas devem ser resolvidos a portas fechadas”.

Críticas ao seu estilo de vida

“Eu não quero ser um bom exemplo para criança alguma além das minhas. Eu acho que ser você mesmo é o melhor exemplo em um mundo cheio de falsos e pessoas que puxam saco dos poderosos”, disse o meio-campista. “Eu gosto de beber de vez em quando, mas eu sei quando fazer isso e quando não fazer. Eu não machuco ninguém se eu passo a noite com amigos, desde que eu faça bem o meu trabalho”.

“Eu ignoro as críticas. Eu conheço o meu corpo, então se ele não reagir como deveria, eu irei ouvi-lo e parar. Neste momento, eu me sinto ótimo. Eu não acho que eu posso continuar até os 40 anos, mas alguns bons quatro ou cinco anos eu espero. Depois disso, eu devo ir para a moda, porque eu já tenho uma loja em Roma”, revelou o jogador.

“Continuar no futebol provavelmente não é para mim. Há muitas fraudes por aí. Eu certamente não quero ser comentarista ou apresentador, já que eu não conseguiria criticar meus antigos companheiros. É melhor evitar essa situação”, declarou o jogador.

“Eu nunca entrei em uma briga com qualquer um dos meus companheiros, eu juro. Talvez alguma discussão pequena, mas nunca uma briga. Eu ainda mantenho contato com meus companheiros do tempo de Piacenza”, contou Nainggolan.

“Minha prioridade é fazer as pessoas se sentirem felizes e à vontade. Eu não tinha nada nessa vida e eu não esqueço isso. Já jogadores que se transformam quando eles entram em campo. Daniele Conti era um adversário irritante, mas esse era apenas o seu estilo de jogar. Senad Lulic estava sempre tentando começar uma guerra durante os jogos, mas então eu encontrei com ele com Edin Dzeko em um voo e ele foi amável”, contou.

Aposentadoria da seleção da Bélgica

“Quando eu vejo que as coisas não estão certas, eu prefiro cortar. [Roberto] Martínez teve coragem de me visitar em Roma, mas ele nunca me deu uma explicação aceitável. Ele apenas me disse que não havia um papel certo para mim na seleção nacional, que ele não me via como titular e não queria mais problemas”, contou.

“Eu ficaria feliz em ser reserva no elenco da Copa do Mundo. Agradeço que ele me contou a situação, mas não com a explicação. Eu nunca pedi a técnico nenhum para ser titular”, continuou.

Nainggolan foi perguntado como ele se vê daqui a 20 anos. “Eu realmente não sei. Eu serei um pai para as minhas filhas, dar a elas o tempo que eu não pude dar a elas até agora. Eu sou ganancioso pela vida e quero experimentá-lo ao máximo”.

A escolha do Cagliari

“Eu também recebi ligações de Di Francesco [técnico da Sampdoria] e Montella [técnico da Fiorentina], mas Giulini [presidente do Cagliari] já tinha me dito um ano atrás que um dia eu retornaria para terminar a minha carreira no Cagliari”, contou o jogador.

“Foi a minha escolha vir para cá nesta temporada. Admitidamente a decisão ficou mais fácil pelos problemas de saúde da minha esposa. Ela também está próxima à família dela agora, aos pais dela, seus amigos mais antigos, e isso é bom para ela”, explicou.

“Esta é uma situação difícil, mas ela está lutando muito. Talvez ela se sinta fraca por um dia ou dois, mas então ela volta ao caminho certo. Quando ela foi diagnosticada com câncer, eu imediatamente pensei nas nossas duas filhas”, revelou o jogador.

“Eu já tinha vivido doenças com a minha mãe, mas felizmente nós conseguimos fazer com que Claudia operasse imediatamente. A outra coisa que eu tenho sorte é que eu jogo futebol e isso ajuda a limpar a mente”, disse ainda o jogador. “A mais velha, Aysha, de sete anos, não sabe exatamente o problema, mas pode entender que a mãe dela não está bem. Então ela tenta distraí-la de todos os modos”.

“Este ano é o Centenário da fundação do Cagliari, o 50º aniversário do Scudetto, e Giulini queria construir um grande time. Eu devo muito a este clube e esta cidade, continuei em contato com meus velhos amigos e você pode dizer que Giulini quer Cagliari a ser ambicioso e visível internacionalmente”, disse.

“Meu empresário sabia das propostas da Sampdoria e Fiorentina, mas quando eu tomo a decisão, eu não ouço mais ninguém. Eu amo um desafio e retornar ao Cagliari é um grande desafio”, disse o jogador.

PES 2020 - Playstation 4
A nova versão do PES chega no dia 10 de setembro
A Trivela pode ganhar comissão sobre a venda.
PES 2020 - Xbox One
A nova versão do PES chega no dia 10 de setembro
A Trivela pode ganhar comissão sobre a venda.