A Roma conseguiu superar a ótima fase da Inter de forma categórica. Uma vitória por 3 a 1 com uma atuação excelente de Radja Nainggolan, autor de dois gols e jogando um excelente futebol. Com isso, os giallorossi se consolidam como segundos colocados na tabela do Campeonato Italiano, enquanto os nerazzurri ficam em uma situação complicada pensanndo em buscar uma vaga na Champions. Em sexto lugar, a distância para o Napoli, terceiro colocado, passa a ser de seis pontos.

LEIA TAMBÉM: Ibrahimovic teve atuação gigante para dar a Copa da Liga ao Manchester United

Aproveitando uma Inter confusa em campo, escalada de forma questionável pelo técnico Stefano Pioli, a Roma usou a sua experiência em campo contra um time que jogou sem laterais. Ou melhor: D’Ambrosio, um lateral de ofício, jogou como zagueiro em uma linha defensiva com três jogadores.

Candreva e Perisic, destaque pelas pontas, viraram alas no esquema, com João Mário, Brozovic e Kondongbia. Não funcionou. A Roma dominou inclusive o meio-campo e ofensivamente a Inter perdeu a profundidade pelos lados do campo. Icardi ficou muito isolado a maior parte do jogo. A tal ponto que em algum momento ele poderia gritar “Wilson” quando visse uma bola perto – o que raramente acontecia.

A Roma, por sua vez, mais uma vez muito bem armada por Luciano Spalletti. Sabia exatamente o que fazer em campo e usou um meio-campo muito forte e as jogadas pelo lado para atacar. De Rossi e Strootman davam força de marcação e saída de bola, enquanto Nainggolan era a ligação com o ataque. Aliás, nem precisou ligar nada, ele resolveu sozinho duas vezes.

O jogo

Nos primeiros minutos, a Roma era melhor na partida e conseguiu marcar antes dos 15 minutos. Aos 11, Nainggolan fez jogada individual pela esquerda, puxou para o meio a certou um chute indefensável de pé direito, sem chances para o goleiro Handanovic. Golaço da Roma para marcar 1 a 0.

Mesmo visitante no estádio Giuseppe Meazza, a Roma era melhor no jogo. Mostrava ser um time mais bem armado, mais consciente das suas armas e chegava mais vezes ao ataque. A Inter se esforçava, mas mesmo com seus bons jogadores de meio-campo, o time ficava pouco com a bola, sem conseguir articular as jogadas.

A melhor chance veio aos 41 minutos, em um escanteio cobrado por Candreva e Icardi tocou de cabeça, mas a bola foi fora. Antes do fim do primeiro tempo, a Inter chegou mais uma vez. Brozovic, em um chute de fora da área, pegou de primeira, colocado, mas sem muita força, e obrigou o goleiro Szczesny a uma boa defesa.

O segundo tempo começou sem mudanças de jogadores, mas com a Inter partindo para o ataque. Logo aos três minutos, uma grande chance: Perisic completou o cruzamento com um chute de primeira, mas mandou para fora. Para tentar ganhar mais força ofensiva, o técnico da Inter, Stefano Pioli, tirou o meio-campista Brozovic e colocou o atacante Eder.

Logo depois, porém, a Roma chegou ao segundo gol. Aos 11 minutos, Nainggolan recebeu a bola em um contra-ataque, avançou e chutou de longe. Acertou o ângulo, sem chance mais uma vez: 2 a 0 para a Roma.

Nada dava certo para a Inter. Aos 19 minutos, Icardi recebeu cruzamento rasteiro, mas chutou mal, longe, por cima do gol. O time pressionava em busca de um gol, mas era pouco criativo. O time tentou trabalhar a bola e encontrou a Roma muito bem posicionada. As poucos, a Roma trabalhou a bola para gastar o tempo. E quase chegou ao terceiro gol em uma falta cobrada para a área que Manolas cabeceou para fora.

Pioli colocou em campo Gabigol no lugar de Candreva e Banega no lugar de João Mário. Logo depois, a Inter diminuiu o placar. Em jogada trabalhada pelo meio, Perisic, agora pela direita, cruzou rasteiro para o meio e Icardi, de carrinho, diminuiu o placar para 2 a 1. O jogo então ganhou contornos de emoção para os 10 minutos finais.

Só que em um contra-ataque, Dzeko brigou pela bola, a Inter reclamou de falta em D’Ambrosio, o lance continuou e quando ele entrou na área, Medel deu uma entrada forte no bósnio. Pênalti bem marcado por Paolo Tagliavento. Perotti, que tinha entrado no segundo tempo, cobrou com tranquilidade e definiu o placar.

A Roma chega a 59 pontos, a sete da Juventus e abrindo cinco pontos do Napoli, terceiro colocado. Ficar entre os três primeiros é fundamental para ir à Champions League. A Atalanta é a quarta colocada com 51 pontos, seguida pela Lazio, com 50. A Inter caiu para a sexta posição, com 48 pontos e fica em situação muito difícil na busca pelos três primeiros lugares. Mais uma vez, a equipe de Milão tende a ficar fora da Champions League.

Jogadores da Inter lamentam (Photo by Emilio Andreoli/Getty Images )
Jogadores da Inter lamentam (Photo by Emilio Andreoli/Getty Images )