Depois de uma goleada contra o Arsenal e a vantagem c om sete pontos de vantagem para o segundo colocado, é normal que a torcida do Liverpool esteja empolgada e sonhando alto, mirando o título ao final da temporada – aquele que não vem desde a temporada 1989/90. A empolgação, porém, não chega a Jürgen Klopp. O técnico fez questão de falar sobre como é só parte do caminho e ainda há muito chão pela frente na rota para a taça.

LEIA TAMBÉM: Avassalador! Liverpool foi voraz para demolir o Arsenal com três de Firmino e grande jogo de Salah

 

“Eu não sou a pessoa mais esperta no mundo, mas eu não sou um idiota – não sempre, ao menos. Absolutamente não é importante quando pontos estamos à frente em dezembro, mesmo que seja no fim de dezembro”, disse Klopp, mantendo os pés bem fincados no chão. Segundo ele, a derrota do Tottenham, pouco antes do jogo do Liverpool, não influenciou em nada.

“Antes do jogo nós ouvimos porque estava em todas as telas o resultado do Tottenham. Vocês acham que a festa começou? Eu não vi um sorriso nos rostos no vestiário. Apenas viram o resultado e seguiram”, contou o técnico. “No momento eu sinto como uma maratona que estamos correndo. Antes da maratona: o tempo está brilhante, novos treinadores, nova camiseta, tudo novo”, continuou.

“As pessoas dizem: ‘Você vai vencer hoje’, mas primeiro eu tenho que correr. As pessoas ao redor estão fazendo barulho e um cara tem que correr. Nós temos que correr. Isso é o que nós tentamos tão bem quanto é possível”, disse o treinador alemão.

Roberto Firmino foi o grande destaque do jogo, com três gols sobre o Arsenal. No terceiro, de pênalti, ele ganhou de presente de Mohamed Salah, cobrador oficial e que já tinha marcado um dos gols do time justamente de pênalti, mas deixou para o companheiro fazer a cobrança e marcar o seu primeiro hat-trick na carreira.

“O ano de 2018 termina com um presente de Natal de Mo Salah. Eu amo isso, amo o gesto, dar a bola a Bobby para que ele marcasse um hat-trick”, disse Klopp. “No momento eu não estava muito feliz porque Bobby não finalizar pênaltis com muita frequência nos treinamentos, para ser honesto, mas obviamente foi o dia e absolutamente OK. Funcionou, então foi uma das coisas mais legais que eu já vi na vida. Eu não conheço muitos jogadores que fariam isso. Até aqui, o gesto da temporada”.

O Liverpool volta a campo contra o principal concorrente ao título inglês, o Manchester City, na quinta-feira (3). Os dois times estão separados por sete pontos no momento.


Os comentários estão desativados.