O Estádio San Paolo recebeu o grande jogo da rodada na Serie A. Napoli e Atalanta prometiam uma partida intensa, entre duas equipes que concorrem pelas primeiras posições na tabela. E os torcedores puderam presenciar um duelo realmente movimentado, entre duas equipes que não deixaram de buscar a vitória até os últimos instantes. Os napolitanos pressionaram durante boa parte da noite e faziam por merecer a vitória. Entretanto, os orobici foram capazes de reagir nos minutos finais e por muito pouco não arrancaram a virada. Ao final, o empate por 2 a 2 caiu bem mais indigesto aos celestes, especialmente pelas queixas contra a arbitragem.

Durante os primeiros 20 minutos, o Napoli bombardeou a meta da Atalanta. Os celestes dominavam as ações ofensivas e criavam muitas oportunidades, mas paravam no goleiro Pierluigi Gollini. Ainda assim, o bom começo da equipe da casa rendeu logo o primeiro gol. Aos 16, na sequência de uma cobrança de escanteio, José Callejón cruzou para Nikola Maksimovic mandar de cabeça. O segundo até poderia ter vindo na sequência, em lance no qual Arkadiusz Milik desperdiçou uma cabeçada livre, ao carimbar a trave. De ruim neste momento, apenas a substituição de Allan, que saiu logo aos 11 minutos após lesionar o joelho.

A Atalanta acertou sua marcação no decorrer do primeiro tempo e equilibrou a partida, também encontrando os espaços para atacar. Em resposta à melhora do time, o empate saiu aos 41. Rafael Tolói avançou pela direita e deu a enfiada para Remo Freuler, que chutou rasteiro. A bola passou por entre as pernas de Alex Meret, que falhou. A alternância das equipes nesse momento dava a impressão de que a partida seguia aberta.

Por isso mesmo, o Napoli voltou com mais atitude à segunda etapa e recuperou o domínio. A equipe de Carlo Ancelotti mandava no ataque, bem mais perigosa. Milik, em especial, parecia disposto a anotar o seu. Depois de uma cobrança de falta que bateu no travessão, o centroavante conseguiu retomar a vantagem para os celestes. Numa recuperação de bola pelo meio, Fabián Ruiz fez o lançamento para o polonês sair às costas da defesa. Diante da saída desesperada de Gollini, Milik só precisou driblar o arqueiro, antes de bater às redes vazias.

No entanto, o que se sugeria como uma importante vitória do Napoli mudou de rumos durante os minutos finais. E o lance mais debatido da partida aconteceu aos 41. Durante um ataque do Napoli, Fernando Llorente caiu na área, ao se enroscar com Simon Kjaer. A Atalanta armou o contragolpe depois disso e, na sequência, Tolói deu um passe na medida para Josip Ilicic aproveitar a indecisão da zaga, garantindo o empate. A jogada gerou grande reclamação dos napolitanos, que queriam o pênalti, embora o vídeo tenha mostrado uma cotovelada de Llorente antes do empurrão de Kjaer. O árbitro validou o tento da Dea após a revisão no VAR e, irritadíssimo, Ancelotti terminou expulso. Desconcentrados, quase os celestes cederam a virada depois disso, mas Meret evitou o pior com grande defesa em arremate de Ilicic.

O Napoli permanece em perseguição à Atalanta. Os celestes somam 18 pontos, três a menos que os nerazzurri. Mas, enquanto a Dea se sustenta na terceira colocação, os napolitanos correm o risco de perder até mesmo o quarto lugar. Num jogo que poderia mudar a sorte da equipe de Carlo Ancelotti na Serie A, é compreensível a insatisfação – mesmo que exagerada a reclamação com a arbitragem.

Classificações Sofascore Resultados