Na França, Inter vence Lille e assume liderança do grupo

A Internazionale venceu o Lille por 1 a 0 nesta terça-feira e chegou à liderança do Grupo B da Liga dos Campeões. O triunfo fora de casa foi garantido com um gol do atacante Giampaolo Pazzini e fechando o time na maior parte do jogo, deixando o Lille dominar a posse de bola, mas sem criar chances claras de gol.

O Lille entrou em campo tomando a iniciativa da partida. Com mais posse de bola, o time não conseguia passar pela defesa dos interistas, que fechavam os espaços e tentavam criar perigo através de contra-ataques.

E foi justamente assim que os nerazzurri conseguiram o gol. Aos 21 minutos, boa jogada pela esquerda de Mauro Zárate, que chegou à linha de fundo e cruzou para trás. Wesley Sneijder deixou a bola passar e Giampaolo Pazzini finalizou de bate pronto para mandar para o fundo das redes.

O gol fez a Inter ficar mais segura para atuar no contra-ataque, explorando a velocidade de Zárate. O Lille tentava pressionar, mas não conseguia criar chances claras de gol.

O segundo tempo manteve o mesmo panorama. O Lille tinha posse de bola da mesma forma que terminou o primeiro tempo, com cerca de 60%. Os interistas seguravam o resultado. Tanto que o treinador Claudio Ranieri tirou Zárate e Sneijder no segundo tempo para colocar Joel Obi e Dejan Stankovic, fechando mais o meio.

A Inter chega a seis pontos, dois à frente do CSKA Moscou e do Trabzonspor. O Lille é o lanterna do Grupo B, com dois pontos. Na próxima rodada, no dia 2 de novembro, os times repetem os confrontos desta terça-feira, mas com mandos invertidos.

FICHA TÉCNICA

Lille x Internazionale

Local: Lille Métropole, em Lille (FRA)
Data: 18/out, terça-feira
Árbitro:Howard Webb (ING)
Gols: Giampaolo Pazzini aos 22’/1T (Internazionale)
Cartões Amarelos: Aurélien Chedjou, Benoít Pedretti (Lille), Cristian Chivu, Thiago Motta (Internazionale)

Lille
Vincent Enyeama; Mathieu Debuchy, Marko Basa, Aurélien Chedjou e Franck Béria; Florent Balmont (Idrissa Gueye aos 36’/2T) , Rio Mavuba e Benoít Pedretti (Dimitri Payet aos 18’/2T); Joe Cole (Ludovic Obraniak aos 29’/2T), Moussa Sow e Eden Hazard. Técnico: Rudi Garcia

Internazionale
Julio Cesar; Maicon, Lucio, Cristian Chivu e Yuto Nagatomo; Javier Zanetti, Thiago Motta, Esteban Cambiasso e Wesley Sneijder (Dejan Stankovic aos 21’/2T); Mauro Zárate (Joel Obi aos 18’/2T) e Giampaolo Pazzini (Diego Milito aos 36’/2T). Técnico: Claudio Ranieri