Neste final de semana, a bola rolará nos campeonatos de sete países filiados à Uefa: Alemanha, Armênia, Belarus, Estônia, Hungria, Ilhas Faroe e República Tcheca. Ainda assim, mais cantos da Europa se envolvem com o esporte, à medida que o retorno de outras ligas se aproxima. Na Dinamarca, por exemplo, a volta da primeira divisão está marcada para a semana que vem e os clubes podem realizar amistosos. Copenhague e Odense fizeram um duelo para esquentar os motores nesta sexta, dentro do Estádio Parken. E um lance curioso chamou atenção: o assistente técnico do Odense não só entrou em campo nos minutos finais, como também anotou um golaço no empate por 2 a 2.

As condições de isolamento se repetiram no Estádio Parken. Os jogadores sequer usaram os vestiários do local. E o encontro entre duas equipes tradicionais da Dinamarca não seria nada além de um rachão. O Copenhague abriu dois gols de vantagem no primeiro tempo, antes que o Odense descontasse na etapa complementar. Já nos minutos finais, o assistente técnico Henrik Hansen, de 40 anos, entrou para completar o time do OB. Anotou uma pintura. Depois de brigar pela bola na entrada da área e desarmar o islandês Ragnar Sigurdsson, o veterano deu uma linda cavadinha por cima do goleiro para assinar sua obra de arte.

Hansen, vale dizer, fez carreira como meio-campista do OB antes de assumir a prancheta. Disputou sete temporadas com o clube, aposentando-se em 2015. Mesmo assim, com 15 gols pela liga no período, não era exatamente um artilheiro. Segundo colocado do Campeonato Dinamarquês, o Copenhague tenta tirar a diferença em relação ao líder Midtjylland, com 12 pontos de vantagem. Já o Odense ocupa o nono lugar e não tem mais chances de disputar o hexagonal final pelas vagas nas copas europeias. Se Hansen tivesse voltando antes…