Você já ouviu coisas absurdas sobre arbitragem, eu também, todos nós já ouvimos. Atuações patéticas, erros crassos, postura inadequada, autoritária, imbecil mesmo. Acontece. Mas o que aconteceu na Costa Rica é algo muito, mas muito inusitado. Um árbitro ficou ofendido com comentários de um narrador local na partida e o expulsou de campo. Isso mesmo: mandou o narrador sair dali, se não o jogo não continuaria.

VEJA TAMBÉM: Resolveram lançar uma chuteira com design baseado em pop art

A partida era entre Municipal Coto Brus e Barrio México, no estádio Hamiltón Villalobos, em San Vito, pela segunda divisão do Campeonato Costa-Riquenho. O time da casa perdia o jogo por 1 a 0 e pressionava o adversário. Foi então que o árbitro assistente que corria na linha lateral no lado das cabines de rádio e TV, David Carballo, chamou o árbitro do jogo, Jimmy Torres. Ele ouviu o narrador Henry de Jesús Díaz dizer “Que vergonha, vergonha, e tem sido uma arbitragem terrível”.

O árbitro, então, expulsou Henry de Jesús Díaz e pediu ao delegado da partida para comunicar o narrador, que trabalhava transmitindo para a rádio Emaús e a rede de TV STV 4. Inconformado, Henry de Jesús Díaz gritava ao árbitro que ele “estava cortando a sua liberdade de expressão”. A transmissão estava no ar e ele dizia “não pode me expulsar, isso todos os grandes meios de comunicação do mundo devem saber”, disse o narrador, em um áudio divulgado pela STV.

O narrador não quis deixar a cabine, mas acabou convencido de sair. Narrou o jogo sob a chuva, fora da cabine. Ele afirmou que chorou pela situação e que sequer pôde falar os patrocinadores, porque estava narrando o jogo embaixo da chuva, sem todo o seu aparato. Já o trio de arbitragem acusa o narrador de ter ofendido o trio de arbitragem constantemente, o que levou à expulsão, segundo a comissão de arbitragem do país. A comissão afirmou que as versões do árbitro e do narrador são diferentes e que fará uma investigação para determinar o que será feito.

Veja como foi essa situação inusitada:

Agradecemos ao pessoal do Non Sense Football pela dica!