Ásia/OceaniaCopa do MundoMundo

Chefão da Copa 2022 quer cargo na Fifa. Saiba quem ele é

Um dos principais responsáveis pela Copa do Mundo de 2022 já projeta voos maiores. O advogado Hassan Al Thawadi, de 34 anos, é o secretário-geral da Copa do Mundo de 2022. Levar a improvável candidatura do Catar a vitória é o principal trunfo para que Al Thawadi seja eleito pelos asiáticos como seu representante no Comitê Executivo da Fifa. Mas a tarefa do catariano não é fácil e ele sabe disso. Por isso, trabalha para se tornar mais conhecido ao viajar pelo continente e apertar muitas mãos.

O seu concorrente pelo cargo na Fifa é Salman Bin Ibrahim Al-Khalifa, presidente da Federação de Futebol do Bahrain. É também o presidente do Comitê Disciplinar da Federação de Futebol da Ásia (AFC) e já ocupou o cargo de presidente do Comitê Disciplinar da Fifa. Al-Khalifa é membro da família real do Bahrain.

Sabendo que o concorrente é mais conhecido dentro da AFC, Al Thawadi viaja pelo continente para tentar mostrar o seu rosto e seus feitos. “Eu tenho que focar em fazer as pessoas me conhecerem. Muitas pessoas podem pensar na Copa do Catar em 2022 e isso é tudo que eles sabem sobre mim”, afirmou o dirigente à agência Reuters.

Al Thawadi não faz parte da Federação de Futebol do Catar (QFA), mas sua candidatura ao cargo no Comitê Executivo é apoiada pela ela. “Nós acreditamos firmemente que Hassan Al Thawadi é a pessoa ideial para representar a AFC no Comitê Executivo da Fifa. Nós estamos orgulhosos de nomear um candidato que traz com ele uma riqueza de experiências em uma variedade de campo e uma abordagem moderna, carismática, que só pode melhorar a posição da Ásia no futebol mundial”, diz uma nota publicada no site da QFA.

Antes de ser secretário-geral da Copa de 2022, Hassan Al Thawadi  foi o CEO da candidatura do Catar para 2022, quando trabalhou próximo a Mohammed Bin Hammam, principal nome do Catar, que foi presidente da AFC e acusado de corrupção ao tentar comprar votos para a eleição na Fifa, em 2011.

Al Thawadi se graduou em direito na Universidade de Sheffield, na Inglaterra e é fluente em quatro línguas. Além do cargo na Copa do Mundo de 2022, ele é também o chefe do departamento legal da Qatar Investment Authority (QIA), entidade fundada pelo governo do Catar para fortalecer a economia do país e diversificar os investimentos, além de arrecadar recursos. A entidade foi quem comprou o Paris Saint-Germain. O presidente da QIA, Nasser Al-Khelaifi, é também diretor da rede de TV Al Jazeera Sports. Além disso, a QIA tem investimentos em diversas grandes empresas no mundo, como Porche, Volkswagen, Barclays, Bolsa de Nova York e Harrods.

Antes de entrar na QIA, Al Thawadi ainda trabalhou na Qatar Pretoleum e ele também é da diretoria da Hassad Food Company, a principal empresa alimentícia do Catar, ligada à agricultura, e também é da diretoria da Katara Hospitality, empresa que possui empreendimentos diversos em hotéis e turismo no país. Curiosamente, Al Thawadi ainda jogou nas categorias de base do Qatar Sports Club e foi advogado do Al Sadd, um dos principais clubes do Catar.

Conseguir um lugar no Comitê Executivo da Fifa será importante para os catarianos. Al Thawadi irá se encontrar com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, nos próximos dias, mas o suíço não tomará lado na eleição entre Al Thawadi e Salman Bin Ibrahim Al-Khalifa. Mas o catariano, mesmo menos experiente, pode ganhar essa disputa. Para a Fifa, talvez seja mais interessante premiar um catariano com o cargo, já que o país está ameaçado de até perder o direito de ser sede da Copa do Mundo. Se o catariano Al Thawadi ganhar o cargo, já é uma compensação. Mas, no momento, isso é só especulação.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo