Mundo

Camarões x Austrália foi tão ruim que os dois times merecem a eliminação

É muito comum ouvirmos programas esportivos avaliando se um resultado foi justo ou não. A discussão sobre justiça de resultado é normalmente estúpida, a não ser quando falamos de erros de arbitragem, como o jogo entre Espanha x Coreia do Sul na Copa de 2002. No caso de Camarões x Austrália nesta quinta-feira, pela Copa das Confederações, o resultado foi 1 a 1, mas o resultado que melhor reflete a partida seria ela não ter acontecido. Foi um jogo horroroso. O melhor momento foi quando a torcida resolveu fazer a “ola”.

LEIA TAMBÉM: Coreia e Japão, 15 anos: a arbitragem escandalosa que tirou a Espanha da Copa

As duas seleções perderam o primeiro jogo e, portanto, era a chance de conseguir uma vitória e ainda ter chance de classificação. Camarões tentou aproveitar a chance e saiu à frente com o gol de Andre-Frank Zambo Anguissa. Ele recebeu o lançamento e tocou, com categoria, por cima do goleiro. Um belo gol, aos 46 minutos do primeiro tempo.

O gol coroava uma atuação melhor de Camarões, que tinha mais controle da bola e chegava mais ao ataque. Mas o time era não só pouco eficiente, como o futebol era pobre. Pobre, mas ainda suficiente para ser bastante melhor que a Austrália. Tecnicamente nenhum dos dois times é grande coisa, mas a Austrália tem uma dificuldade enorme com a bola. O time, ainda que de organizado de alguma forma, não parecia saber o que fazer quando recuperava a bola.

No segundo tempo, os Australianos se organizaram um pouco melhor. Passaram a tentar chegar mais à frente no campo. O que conseguiram foi dar espaço para o contra-ataque camaronês, que começou a ser encaixado seguidamente. E foi aí que o time perdeu a chance de matar o jogo. Aboubakar, por exemplo, perdeu ao menos duas chances claras de gol. Uma delas inacreditável.

Bom, os clichês de futebol então dizem que quem não faz, toma. Não é bem verdade e tem mais de mística do que de realidade. Mas é verdade que aconteceu isso nesta partida. Em um pênalti pouco inteligente cometido por Ernest Mabouka, que derrubou Alex Gersbach. Mark Milligan, capitão australiano, cobrou bem, no canto, e marcou 1 a 1 no placar.

Bom, não teve tanto mais para valer registro. A Austrália fez um jogo melhor do que contra a Alemanha, é verdade, mas ainda é um time incapaz de trabalhar bem as jogadas ofensivamente. Camarões, por sua vez, lamenta que perdeu chances de levar os três pontos da partida com as chances que teve.

Os dois times, ao final do jogo,lamentam o resultado. Os dois sabem que poderiam ter ganho. Camarões mais ainda. Mostrou sinais de que pode ser um time melhor, mas foi não só pouco efetivo, como não consegue manter o desempenho em alto nível por toda a partida. O empate é praticamente uma condenação à eliminação. Com um ponto, os dois times precisarão de uma vitória na última rodada. O que, vendo o futebol que apresentaram, parece pouco provável. Chile e Alemanha são bastante melhores.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo