Mundo

Barcelona

Futbol Club Barcelona
Estádio:
Camp Nou (96.336 lugares)
Fundação: 1899
Títulos: 1 Mundial de Clubes, 4 Ligas dos Campeões, 4 Recopas, 3 Copas das Feiras, 21 Campeonatos Espanhóis, 25 Copas do Rei, 2 Copas da Liga
Grandes nomes da história: Cruyff, Kubala, Kocsis, Romário, Stoitchkov, Ronaldinho e Messi

Como chegou lá
Ganhou a Liga dos Campeões com uma facilidade maior que o normal. Passou na primeira fase em uma chave tranquila, com Kobenhavn, Rubin Kazan e Panathinaikos. Nas oitavas de final, passou um susto contra o Arsenal em Londres (perdeu por 2 a 1), mas se recuperou em casa (3 a 1). Depois, passou com sobras pelo Shakhtar Donetsk e foi encarar o rivalíssimo Real Madrid nas semifinais. Venceu por 2 a 0 no Santiago Bernabéu e ficou no 1 a 1 em casa, em dois jogos muito duros (e até violentos) que tiveram cara de final antecipada. Na decisão de verdade, o Barça fez 3 a 1 no Manchester United, um placar que poderia ser mais elástico pela superioridade mostrada pelos catalães em campo.

Plano de jogo
Em teoria, o time joga no 4-3-3. Mas isso é teoria, porque os jogadores se movimentam tanto que é difícil realmente dizer que um jogador é ponta, o outro é volante e o outro é meia. O importante é como o time joga de modo compacto, com jogadores sempre próximos para envolver o adversário com troca de passes rápidos e curtos. Defensivamente, essa compactação serve para tirar espaço para o oponente pensar, permitindo um rápido roubo de bola para iniciar um contra-ataque.

Quem pode complicar
O craque do time é Messi, mas a engrenagem que faz a máquina funcionar é Xavi. O meia é pivô em quase todas as tabelas realizadas. Por isso, o ritmo de jogo e a eficiência das incessantes trocas de passe estão diretamente ligadas à produtividade do espanhol em campo. Se duvida, é só ver como Messi é bem menos efetivo na seleção argentina.

Quem pode se complicar
Puyol é um símbolo do Barcelona e é o favorito a levantar a taça do Mundial. Mas ele volta de contusão e ainda não está em pleno ritmo de jogo. Com seu futebol depende muito da velocidade e da capacidade de se antecipar (modo de contornar o menor porte físico), pode ser um ponto vulnerável da equipe espanhola.

Curiosidade
O Barcelona não dominou apenas o futebol espanhol na temporada 2010/11. O clube dominou o esporte espanhol. Os blaugranas ficaram com o título de quatro das cinco principais ligas de esportes coletivos do país: futebol, basquete, futsal e handebol. Só deixou escapar no hóquei em patins. Mesmo sendo o maior campeão da Espanha na modalidade, terminou o campeonato na terceira posição.

Se fosse um personagem do Guerra nas Estrelas, seria…
…ANAKIN SKYWALKER. Jovem e com talento impressionante para superar os grandalhões. Só que todo mundo torce para não perder essa inocência no futuro.

 

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Barcelona

Nome do clube: Futbol Club Barcelona
Apelidos: Culés, blaugranas
Estádio: Camp Nou, Barcelona
Time-base: Victor Valdés, Daniel Alves, Carlos Puyol, Gerard Piqué e Éric Abidal; Sergio Busquets, Xavi Hernández, Andrés Iniesta e Lionel Messi; Pedro Rodríguez (Javier Mascherano) e David Villa
Treinador: Pep Guardiola
Principais títulos: 1 Mundial, 3 Ligas dos Campeões, 20 Campeonatos Espanhóis, 25 Copas do Rei
Momento histórico na Europa: Wembley, 20 de maio de 1992. Barcelona e Sampdoria decidiram a Copa dos Campeões da Europa. O Barça, um dos times mais tradicionais do mundo, nunca havia faturado o maior título do continente, enquanto seu rival, o Real Madrid, era o maior vencedor. O gol de Ronald Koeman, de falta, na prorrogação, acabou com o martírio culé e deu início à festa que varou a madrugada em toda Catalunha. E naquele time, um jovem meia chamado Guardiola já brilhava…

Atual vice-campeão europeu, o Barcelona mais uma vez é um dos favoritos ao título da Liga dos Campeões. A equipe, base da seleção espanhola que venceu a última Copa do Mundo, mudou de presidente, mas manteve o técnico Pep Guardiola e promoveu algumas mudanças no elenco. A mais significativa foi a saída de Zlatan Ibrahimovic e a chegada de David Villa.

Fora isso a base do time é a mesma das últimas temporadas. A defesa chefiada por Carles Puyol e seu assistente Gerard Piqué, com Daniel Alves e Éric Abidal abertos. O meio, um dos mais cerebrais de todo futebol mundial, conta com Xavi-Iniesta e o inquestionável Lionel Messi para armar e finalizar também as jogadas.

Uma contratação que soou um pouco estranha para o clube foi a chegada do volante argentino Javier Mascherano. Com ele, Guardiola abdica do bom toque de bola e foca a marcação e o jogo mais duro. Em jogos fora de casa, talvez jogando pelo empate, o ex-jogador do River Plate, Corinthians, West Ham e Liverpool poderá ser bem útil.

A primeira fase do torneio servirá de aquecimento para o Barça. E é difícil imaginar que o time não vá longe na competição mais uma vez.

Elenco

1 – Víctor Valdés (G), ESP, 28
2 – Daniel Alves (D), BRA, 27
3 – Gerard Piqué (D), ESP, 23
5 – Carles Puyol (D), ESP, 32
6 – Xavi Hernández (M), ESP, 30
7 – David Villa (A), ESP, 28
8 – Andrés Iniesta (M), ESP, 26
9 – Bojan Krkic (A), ESP, 20
10 – Lionel Messi (A), ARG, 23
11 – Jeffrén (M), ESP, 22
13 – José Pinto (G), ESP, 34
14 – Javier Mascherano (M), ARG, 26
15 – Seydou Keita (M), MLI, 30
16 – Sergio Busquets (M), ESP, 22
17 – Pedro Rodríguez (A), ESP, 23
18 – Gabriel Milito (D), ARG, 29
19 – Maxwell (D), BRA, 29
21 – Adriano (M), BRA, 25
22 – Éric Abidal (D), FRA, 30
26- Andreu Fontàs (M), ESP, 20
27 – Manuel Agudo (A), ESP, 23
29 – Víctor Vázquez (M), ESP, 23
30 – Thiago Alcántara (M), ESP, 19
34 – Jonathan dos Santos (M), MEX, 20
31 – Rubén (G), ESP, 21

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo