O meia italiano Piermario Morosini, morto neste sábado após sofrer parada cardíaca durante a partida entre Pescara e seu time, o Livorno, pela série B italiana, foi lembrado em vários estádios mundo afora neste final de semana.

Já a Udinese, dona dos direitos federativos do jogador, divulgou nota garantindo que prestará toda a assistência à irmã do jogador. Em 2001, Piermario perdeu a mãe, e dois anos depois o pai. Com a tragédia de sábado, a irmã de Piermario, que é deficiente física, perdeu todos os familiares e será ajudada pela Udinese através de sua fundação.

Ainda no sábado, o Barcelona entrou de luto por Morosini para a partida contra o Levante. Já em Toronto, no Canadá, o placar do BMO Field mostrou a imagem do jogador antes da partida na qual o Toronto FC foi derrotado pelo Chivas USA.

Neste domingo, várias equipes na Espanha fizeram silêncio em memória ao jogador, como os atletas de Espanyol e Valencia, que se enfrentaram em Barcelona, e Betis e Osasuna, que jogaram em Sevilla. Também ocorreu silêncio em Manchester, antes da partida do United contra o Aston Villa, pela Premier League.

Na Itália, as diretorias de Livorno e Vicenza anunciaram que aposentarão a camisa 25, usada por Morosini. O Livorno era o atual time do jogador, enquanto ele passou duas vezes pelo Vicenza, em 2007 e 2011.

Em Livorno, centenas de pessoas foram ao estádio Amando Picchi prestar homenagens a Morosini, e torcedores lançaram uma campanha para o time vestir a camisa 25 do jogador na próxima partida em casa do clube. E também atendendo a pedidos da torcida, o prefeito de Livorno, Alessandro Cosimi, disse que dará o nome de Morosini a um dos setores do estádio da cidade, que pertence ao município.