Tanguy Ndombele chegou ao Tottenham no último verão europeu cercado de expectativas. Contratação mais cara da história do clube, por € 60 milhões mais variáveis por desempenho, o meia ainda não conseguiu justificar o valor, prejudicado pela temporada ruim dos Spurs e por suas próprias lesões. Liberado da mais recente contusão, o francês precisará carregar a responsabilidade de vingar na equipe depois dos comentários do técnico José Mourinho na terça-feira (21), revelando todo o respaldo oferecido ao atleta.

Em entrevista coletiva prévia ao duelo contra o Norwich desta quarta-feira (22), pela Premier League, Mourinho afirmou que o clube desenvolveu todo um plano de progressão para Ndombele, com apoio de especialistas das mais diversas áreas de preparação física e saúde, para que o jogador cresça no clube. Basicamente, cabe ao francês tirar proveito disso.

“Temos um processo para tentar desenvolvê-lo. Não apenas no lado tático, mas em todos os quesitos. Temos um plano com ele, e ele é a parte mais importante do plano. Não eu ou a equipe de ciência esportiva, a equipe médica ou a de nutrição. Ele é a parte crucial do plano.”

Ndombele conquistou a crônica esportiva inglesa na temporada passada após grandes atuações contra o Manchester City pela Champions League, mas, na França, embora exaltado por sua qualidade, chegou a ser cobrado pelo próprio presidente do Lyon, sua antiga equipe, por falta de concentração em campo. Embora Mourinho não diga diretamente isso, é possível notar em suas palavras um recado ao jogador.

“Precisamos que ele seja bom neste plano. Colocamos em prática um plano com tudo. Ele está realizando treinamentos individuais, com o grupo, com treinadores, com o pessoal da ciência esportiva. Ele tem o nutricionista lhe dizendo coisas que ele não sabia. Estamos tomando conta dele em todos os detalhes. Mas, repito, ele é a chave (do plano)”, explicou o português.

Desde que chegou ao Tottenham, Ndombele perdeu oito partidas por lesão, tendo tido problemas na coxa e na virilha. A última lesão aconteceu no primeiro dia de janeiro, e Mourinho afirma que ele está pronto para voltar, embora não tenha citado se será titular ou se ao mesmo entrará no decorrer do duelo contra o Norwich.

“Ele não está pronto para 90 minutos, mas será envolvido, será selecionado. Não estou dizendo que ele será titular ou que entrará mais tarde, mas não há lesões, ele está completamente livre delas. É só uma questão de condição e mentalidade para estar pronto, mas ele está de volta.”

Mourinho, que nos últimos anos buscou montar equipes reativas, com força física no meio de campo e velocidade para matar as jogadas quando tivesse a bola, diz que Ndombele se encaixa bem na ideia que ele tem para o Tottenham: “Sabemos o que ele pode oferecer ao time. Se eu focar nos poucos minutos ou partidas em que ele jogou conosco, vi qualidades que são muito importantes para um time que joga como jogamos”.

Pela primeira vez, a Premier League terá uma pausa de inverno, ainda que pequena. A 26ª rodada será dividida em dois finais de semana, com jogos no final de semana de 8 e 9 de fevereiro e, depois, entre a sexta-feira, 14, e a segunda-feira, 17. Antes disso, o Tottenham tem três compromissos, e Mourinho prevê utilizar Ndombele em um deles.

“A pausa de inverno será uma oportunidade para melhorar os jogadores que não estão nas melhores condições. Mas espero que ele possa nos dar algo contra o Norwich, no sábado (contra o Southampton, pela Copa da Inglaterra) e na partida contra o City (no domingo, 2 de fevereiro).”