José Mourinho vive a sua temporada mais questionada no Manchester United. O desempenho já não era bom na temporada passada, mas desta vez nem os resultados estão ajudando. Afinal, na temporada passada, apesar do desempenho nem sempre muito bom – e muitas vezes ruim -, o time acabou como segundo colocado, classificando de maneira absolutamente tranquila para a Champions League. Só que desta vez, em sétimo lugar depois de um terço da temporada disputada, a pressão aumenta.

LEIA TAMBÉM: [It’s A Goal] Os 40 anos de história da presença negra na seleção inglesa principal

“Eu posso concordar que o Manchester United nunca deveria estar em sétimo, apesar do investimento fenomenal que o Everton fez e, obviamente, a grande melhora na sua equipe da temporada passada”, afirmou o treinador. “Mas eu não acho que o Everton ficará à frente do Manchester United ao final da temporada. Eu acho que claramente todo mundo sabe que há seis times que devem ficar nas seis primeiras posições”.

“Todo mundo sabe que dois desses times ficarão fora dos quatro primeiros, na última temporada foi Arsenal e Chelsea e nesta temporada dois dos seis ficarão fora dos quatro primeiros. Quem é o melhor time dos seis? Quem é o time com mais potencial? Quem é o time com menos potencial? Quem é o time que está jogando melhor? Quem não está tendo desempenho tão bom? “, disse Mourinho.

“Eu acho que nós estaremos ao redor de perguntas e respostas, mas eu acho que no fim da temporada os seis primeiros estarão feitos e serão os seis que nós todos conhecemos de terem responsabilidades para finalizar nos seis primeiros”, continuou o português.

Mourinho chegou a dizer que em janeiro o Manchester United estaria nos quatro primeiros, posições. Atualmente, o time tem 22 pontos e está a oito pontos do Arsenal, adversário desta quarta-feira e quarto colocado. Em entrevista após o empate contra o Southampton por 2 a 2, no último sábado, o treinador disse à RedeTV que seria preciso um milagre para terminar entre os quatro primeiros colocados.

“Eu não sei se eu disse isso ou não, mas se eu usei essa palavra, não é o que eu sinto de modo algum. Nós temos oito ou nove pontos do quarto colocado, eu não acho que precisamos de um milagre”, justificou. “Nós precisamos de uma boa série de resultados, não perder pontos que não deveríamos perder. Na semana passada diante do Crystal Palace eu disse que minhas esperanças e alvos para o fim de dezembro era estar nessa posição”.

“Esse alvo mudou, mas no sentido de que queremos diminuir a distância o melhor que pudermos e estar muito perto dessas posições, eu acho que está longe de um milagre, nós apenas precisamos não ter tanto azar com problemas que tivemos, nós precisamos que os jogadores joguem melhor do que estão agora, nós precisamos ter um  desempenho melhor como time, mas longe de um milagre”, continuou.

Nesta quarta-feira, às 17h50, o Manchester United recebe o Arsenal pela Premier League. O jogo terá transmissão pela ESPN Brasil. Veja mais na Programação de TV.