O técnico José Mourinho deixou o Manchester United no dia 18 de dezembro e ainda não voltou a trabalhar no banco de reservas. Desde então, o português tem sidfo convidado a trabalhar como comentarista, como fez na DAZN, inclusive em jogos para o Brasil, como também para a beIN Sports. Foi neste último que ele foi perguntado sobre trabalhar na França e o treinador deixou as portas abertas para um dia dirigir um time da Ligue 1.

LEIA TAMBÉM: Gustagol, Carille, Neymar e mais: veja comentários de Mourinho em Corinthians x Racing

Mourinho já recusou uma proposta de voltar à Portugal para dirigir o Benfica. O técnico chegou a ser especulado no Paris Saint-Germain, em alguns momentos, mas não passaram de especulações envolvendo seu nome. Além do seu país natal, Mourinho trabalhou na Inglaterra, Itália e Espanha, três das quatro maiores ligas – só faltou a Bundesliga, da Alemanha. Atualmente, a quinta liga da Europa é a França.

“Eu posso me imaginar como técnico na Ligue 1”, afirmou Mourinho à beIN Sports. “Eu sou um homem que trabalhou em quatro diferentes países. Eu gosto de conhecer novas culturas. Trabalhar em um novo campeonato seria uma experiência fantástica”, disse o português. “Por enquanto eu estou calmo, eu tento viver melhor a minha família e amigos e eu trabalho calmamente pela oportunidade de voltar ao futebol”.

Mourinho foi convidado do diretor esportivo do Lille, Luis Campos, no empate contra o Montpellier no domingo. Aos 56 anos, Mourinho diz que espera voltar logo ao banco de reservas. “Eu acho que dois a três meses, janeiro, fevereiro e março [sem trabalhar] é OK, mas depois disso é difícil”, afirmou o treinador.

“Eu espero calmamente ter uma oportunidade de voltar mais forte. O projeto é o meu projeto como pessoa e como técnico, melhorar, ser melhor, pensar todos os dias na minha profissão, que também é a minha paixão. Não é apenas minha profissão. Mas agora não é o momento de falar com os clubes”, disse o Mourinho sobre a questão de voltar a trabalhar.