O Manchester City de Pep Guardiola. O Liverpool de Jürgen Klopp. O Chelsea de Maurizio Sarri. Alguns clubes da Premier League parecem ter a marca dos seus treinadores e, mais do que isso serem a imagem deles. José Mourinho foi perguntado se o Manchester United é um time à sua imagem. O treinador foi enfático ao responder que não, além de dizer os motivos. Deixou a entender que os problemas passam pelas estruturas do clube.

“Longe disso”, respondeu Mourinho, que elencou motivos que vão além das transferências, um dos pontos ressaltados por ele. “Um time de futebol não é apenas sobre gastar dinheiro. Um time de futebol é como uma casa também. Uma casa não é apenas sobre comprar a mobília. Você tem que trabalhar na casa quando ela está pronta, então você compra os móveis, você gasta dinheiro na melhor mobília possível e então você está pronto para viver em uma casa incrível”.

O Liverpool sonha com o título inglês, o primeiro na era Premier League, e chega para o clássico com o Manchester United em primeiro lugar na tabela. E Mourinho acredita que o rival tem condições de levantar a taça. “Eu acho que ganhar troféus importa. Importa especialmente quando você tem um potencial para lutar por troféus e especialmente quando você claramente diz que os objetivos são vencer troféus”, disse Mourinho.

“Eu acho que às vezes dizer isso não é muito inteligente. Mas quando você tem o potencial, você não tem nada a esconder, você sabe desde o primeiro dia, você sabe desde o primeiro dia o seu potencial e o seu desejo tem uma relação com o potencial. Dizer que queremos vencer, qualquer um pode dizer. Outra coisa é dizer de forma consciente na relação com o potencial que você tem. Mas eu não leio muito. Eu acho que Jürgen já disse que eles querem vencer a Premier League”, afirmou.

NA TV
Liverpool x Manchester United
Domingo (16), 14h – ESPN Brasil