Você pode não gostar da confiança exacerbada de José Mourinho. De seu pragmatismo ao armar times extremamente defensivos diante de fortes oponentes. Ou de sua hipocrisia ao criticar adversários mais fracos quando estes fazem o mesmo. O que não dá para dizer é que o português não está entre os melhores do mundo. Na verdade, quase metade dos jogadores no Reino Unido consideram o Special One como o técnico ideal, pelo qual um dia gostariam de ser treinados.

VEJA TAMBÉM: Não existe formato misto: ou é pontos corridos ou é mata-mata

A edição de março da tradicional revista inglesa FourFourTwo fez uma grande pesquisa com atletas das três principais divisões inglesas e da elite do futebol escocês. Ao todo, foram 123 jogadores ouvidos, e uma das perguntas foi sobre quem eles consideravam o treinador ideal. Nada mais, nada menos que 48% responderam “Mourinho”.

Um atleta não identificado, que atua por um time da terceira divisão inglesa, apontou o senso de unidade dado pelo português a suas equipes como um dos pontos mais fortes do trabalho do técnico. “Os jogadores jogam pelo Mourinho. Olha o que ele fez na Internazionale. Os jogadores atravessariam paredes por ele, e isso é 99% para vencer”, justificou.

Na segunda colocação, aparece Pep Guardiola, com 31%. A publicação não traz nenhuma declaração para justificar as escolhas pelo treinador do Bayern de Munique, mas é de se imaginar que a fascinação pela filosofia de trabalho implantada no Barcelona e levada de alguma maneira para o clube bávaro seja o principal fator.

A distância de Mourinho para outros técnicos da Premier League é grande na pesquisa. O segundo colocado dentre os treinadores da primeira divisão inglesa é Arsène Wenger, com 8%, enquanto Sam Allardyce, do West Ham, aparece com 6%. Os outros nomes apontados na pesquisa são os de Jürgen Klopp, com 6% – número que provavelmente seria maior se o Borussia Dortmund não vivesse uma temporada tão inconstante -, e Roy Hodgson, com 1%, provavelmente composto de atletas que gostariam de ter seu espaço na seleção inglesa.

Uma grande demonstração de como José Mourinho consegue administrar bem um grupo e transmitir o que quer aconteceu na conquista da Copa da Liga Inglesa, neste domingo, em uma partida em que os jogadores do Chelsea pareciam peças de tabuleiro, desempenhando suas funções com disciplina ímpar e anulando o Tottenham. As chances de que o português tire o máximo de cada atleta são muito grandes, então não espanta essa popularidade de seu trabalho entre os próprios profissionais.