Não houve piedade de José Mourinho com o clube no qual iniciou a carreira. O Sporting poderia até empatar com o Chelsea no Stamford Bridge que poderia se classificar às oitavas de final da Champions League. Nada feito. Acabou tomando uma pancada por 3 a 1 dos reservas em Stamford Bridge e terá que se contentar com a Liga Europa.  No fim das contas, os Blues acabaram ajudando os Azuis Reais do Schalke 04, que fez a sua parte ao bater o Maribor fora de casa por 1 a 0 e terminar um ponto à frente dos portugueses na tabela.

O Chelsea deixou o caminho aberto para os alemães logo cedo. Cesc Fàbregas abriu o placar logo aos oito minutos, cobrando pênalti, enquanto Schürrle tratou de ampliar aos 16. Jonathan Silva até esboçou uma reação para os sportinguistas no início do segundo tempo, mas a pá de cal veio com Obi Mikel. Logo o volante de raros gols, que demorou 55 partidas para anotar o seu primeiro tento da Champions, o jejum mais amplo da história.

Só que, ao contrário do que poderia se prever, o Schalke sofreu na Eslovênia. A equipe de Roberto Di Matteo já tinha tropeçado em Gelsenkirchen contra o Maribor, ao não passar do empate. E dependeu de um erro da zaga adversária para ver Max Meyer anotar o gol solitário, aos 17 minutos dos segundo tempo. O técnico que conquistou a primeira Champions pelo Chelsea acabava ajudado pelos antigos comandados.

Pelo segundo ano consecutivo, a Alemanha coloca os seus quatro clubes nas oitavas de final da Champions – e, neste ano, é o único país que colocou tantas equipes nos mata-matas. No entanto, não dá para esperar muito de um Schalke que na última temporada foi atropelado pelo Real Madrid por 9 a 2 no agregado. Já o Chelsea, pelo contrário, se reforça como um dos grandes candidatos ao título europeu, sem aliviar nem mesmo em jogo que não valia nada. Mourinho não deve gostar de perder nem em peteca. Muito menos para o antigo clube.