A pressão sobre o Manchester United anda enorme. Ao longo da última semana, foram três derrotas consecutivas. A situação começou a ruir no clássico com o Manchester City, aí veio um jogo abaixo das expectativas contra o Feyenoord e o desastre se completou diante do Watford. Nesta quarta, em um duelo de menor exigência, mas também de menor interesse, os reservas dos Red Devils bateram o Northampton por 3 a 1 para avançar na Copa da Liga Inglesa. O que não aliviou o ranço de José Mourinho diante dos microfones. O treinador se mostrou irritado ao comentar as seguidas críticas que recebeu.

VEJA TAMBÉM: O sorteio da Copa da Liga já colocou United x City para a próxima rodada

“Nós tivemos uma semana ruim. Eu sei que existem alguns Einsteins do futebol (porque o futebol é cheio de Einsteins) e que eles tentaram deletar 16 anos da minha carreira, tentaram deletar a incrível história do Manchester United, para focar em uma semana ruim com três derrotas. Mas esse é o novo futebol, cheio de Einsteins”, declarou Mourinho.

Um dos maiores questionamentos no United neste início de temporada se concentra sobre Wayne Rooney. O camisa 10 até contribuiu em algumas vitórias, mas jogou muito abaixo desde o início da sequência ruim. Mesmo contra o Northampton, centralizado no ataque, o ídolo dos mancunianos não agradou. Um entrave que, pelo visto, Mourinho só está disposto a responder com suas escalações.

Até o fim de outubro, o Manchester United disputará seis de seus oito jogos em casa. A exceção se faz justamente nos clássicos contra Liverpool e Chelsea. Neste sentido, o treinado já aponta para a sequência em Old Trafford: “Agora temos três partidas seguidas em casa e é sempre bom jogar em casa. Se os torcedores estiveram desapontados com a última semana, eu compreendo completamente, mas estou estou certo que eles apoiarão o time como sempre fizeram”. O próximo compromisso dos Red Devils está marcado para o sábado, quando recebem o Leicester.

Chamada Trivela FC 640X63