Após uma passagem ruim pelo Chelsea, Álvaro Morata tenta reerguer sua carreira na Espanha. Acertou com o Atlético de Madrid, em janeiro, e, em quatro partidas, ainda não havia balançado as redes pelo novo clube. Quebrou o jejum na quinta: um chute preciso, aos 31 minutos do primeiro tempo, abriu o placar da vitória colchonera por 2 a 0 sobre o Villarreal, neste domingo.

LEIA MAIS: Allegri: “Atlético de Madrid tem feito times (adversários) jogarem mal há oito anos”

Morata não marcava desde 5 de janeiro, quando guardou duas bolas nas redes do Nottingham Forest, pela Copa da Inglaterra. Em ligas nacionais, seu último gol foi no começo de novembro, contra o Crystal Palace. Contando Chelsea e Atlético de Madrid, foram nove rodadas em branco até Filipe Luis cruzar na altura da marca do pênalti e Morata emendar, de primeira, com a perna esquerda, no canto de Sergio Asenjo.

Com um toque por cobertura, Saúl fechou o placar, aos 43 minutos do segundo tempo, dando a segunda vitória seguida ao Atlético de Madrid por La Liga, depois de derrotas para Bétis e Real Madrid. O time de Simeone é o vice-líder, a sete pontos do Barcelona. O Villarreal, por outro lado, está na zona de rebaixamento, com apenas 23 pontos, a dois da salvação.