O Monterrey conseguiu uma importante vantagem no primeiro jogo da Champions League da Concacaf, carinhosamente conhecida como Concachampions. Mesmo jogando na casa do Tigres, os Rayados venceram por 1 a 0 e, assim, precisarão apenas de um empate. O Monterrey tem muita tradição no torneio, com três títulos conquistados, enquanto o Tigres, que formou times muito fortes e desde 2015 conta com Andre-Pierre Gignac. Conquistou o Apertura de 2015 ,2016 e 2017, mas ainda não conquistou o torneio continental, embora tenha chegado duas vezes à final. Diante do rival, terá uma montanha para escalar para reverter essa situação e, finalmente, ficar com a taça.

A atuação do Monterrey foi melhor que a dos mandantes no primeiro tempo. Sem o astro francês Andre-Pierre Gignac, o Tigres foi dominado pelo Monterrey, que criou chances e pressionou, fazendo o goleiro Nahuel Guzman ter que trabalhar. Aos 43 minutos, pouco antes do intervalo, Nicolás Sánchez completou um escanteio, de cabeça, para marcar 1 a 0.

Gignac foi trazido do banco de reservas para tentar melhorar o Tigres, que de fato conseguiu igualar melhor o jogo na segunda etapa. Foi uma pressão, com 13 chutes do Tigres contra nove do Monterrey, além de dominar também a posse de bola, 71% a 29%. Mesmo assim, os mandantes não conseguiram igualar o placar e terá que buscar o resultado fora de casa para ficar com o título.

Em casa, porém, o Monterrey já perdeu uma decisão para o Tigres em casa. Em 2017, no torneio Apertura, o Tigres foi campeão jogando na casa do rival. No seu estádio, os Rayados conquistaram um título também, a Copa MX no Apertura de 2017, o mesmo ano que perdeu para o Tigres. O estádio foi inaugurado em 2015. Entre as estatísticas que podem ser usadas positivamente para o Monterrey está desde que o técnico Diego Alonso assumiu. Foram três jogos e o Tigres só conseguiu marcar gol em um dos jogos, um empate por 1 a 1 no mês passado, pela Liga MX.

Gignac é um ponto crucial para o jogo de volta, na próxima quarta, dia 1º de maio. Isso porque o francês tem sofrido para ficar em forma por causa de uma lesão no joelho sofrida em fevereiro. Desde então, o atacante não conseguiu manter o seu nível físico, o que levou o técnico Ricardo Ferretti a começar com o atacante no banco e usá-lo apenas no segundo tempo. Os substitutos também são de prestígio: Enner Valencia, Eduardo Vargas e Julian Quinones.

Como o gol fora de casa é critério de desempate, será preciso que o Tigres marque gols, no plural, no estádio BBVA Bancomer. O Monterrey já foi campeão do torneio três vezes, em 2011, 2012 e 2013. O Tigres, por sua vez, tenta seu primeiro título, depois de ser vice-campeão em 2016, quando perdeu do América, e 2017, quando perdeu do Pachuca.

https://youtu.be/0FqD3yhI7mc