Quando o Real Madrid foi campeão da Champions League pela terceira vez consecutiva, poucos imaginavam que Zinedine Zidane e Cristiano Ronaldo teriam feito o seu último jogo pelo clube. Bom, Cristiano Ronaldo até deu a letra que poderia sair, mas mesmo assim pareceu mais um episódio daqueles que leva a uma renovação contratual com um salário maior. A saída de ambos surpreendeu e não só externamente. Luka Modric contou que também não esperava que nenhum deles deixaria o Real Madrid.

LEIA TAMBÉM: Os 30 indicados à Bola de Ouro coroam mais a temporada de clubes do que a Copa do Mundo

Zidane assumiu em janeiro de 2016 e conduziu, já naquela temporada, ao título da Champions League. Deixou o cargo depois em 2018, depois do terceiro título seguido da Champions League e com um título de Campeonato Espanhol no currículo. Cristiano Ronaldo ficou nove anos no clube, se tornou o maior artilheiro da história do Real Madrid e se transferiu para a Juventus.

“Eu não esperava que nenhum deles saísse”, afirmou Modric em entrevista ao France Football. “Eu não achei que Zidane ia sair, o mesmo com Ronaldo. Na verdade, quando o rumo sobre o Cristiano saiu, nós fizemos apostas entre nós no vestiário e nós estávamos convencidos que ele ficaria no final. Mas todo mundo faz as suas escolhas na vida”.

O meia, de 33 anos, chegou ao Real Madrid em 2012 e participa de um período histórico de dominância na Europa, com os títulos consecutivos de 2016, 2017 e 2018. Neste ano, ainda liderou a Croácia rumo à final da Copa do Mundo, que acabou em derrota para a França. Ganhou os prêmios de melhor jogador da Copa, melhor do ano na Uefa e também no The Best, da Fifa. É um dos indicados ao prêmio da própria revista France Football, que será revelada em dezembro.

“Verdade seja dita, eu não gosto do modo de dizer: ‘Sim, sou eu quem merece a Bola de Ouro’”, afirmou ele. “O mais importante para mim é estar no campo como eu estou por meses agora. Neste ano, 2018, tem sido sem dúvida o melhor da minha carreira e meu único objetivo é continuar seguindo esse caminho, nessa trajetória. Você não vai me fazer dizer: ‘Sou eu quem deve vencer’. Isso cabe aos especialistas que votam. Está nas mãos deles”, afirmou o jogador.

Um dos jogadores que tem chamado muito a atenção e está entre os indicados à Bola de Ouro, além de ser o favorito a vencer o prêmio Kopa, de melhor jogador sub-21. Vítima de Mbappé, que marcou um dos gols na final da Copa contra a Croácia, Modric elogiou muito o atacante do Paris-Saint-Germain, que já começou voando na temporada.

“Mbappé é um talento extraordinário, uma magnífica promessa para o futuro, mas alguém que já está em alto nível”, afirmou Modric. “Ele é realmente especial. Eu lembro que meu companheiro de seleção, Danijel Subasic, me disse um dia: ‘Tem um jogador jovem no Monaco, você vai ver, ele é incrível, e um dia ele será um dos melhores do mundo’. Ele estava falando sobre Mbappé antes dele ser conhecido. Eu tenho certeza que Kylian continuará melhorando”, disse ainda o croata.