MLS

Austin leva mais um argentino para a MLS: o atacante Driussi, ex-River Plate

Aos 25 anos, Driussi chega como jogador designado no Austin; ele estava no Zenit, da Rússia

A rota de argentinos indo para a MLS segue firme. O Austin contratou Sebastán Driussi, de 25 anos, que chega do Zenit, da Rússia. O jogador brilhou pelo River Plate antes de ir para a Europa. Chega como jogador designado, ou seja, um dos jogadores que pode ter salário acima do teto. Segue uma trilha de jogadores argentinos que vão para os Estados Unidos, algo que já falamos por aqui.

LEIA TAMBÉM: Mais uma promessa sul-americana jogará na MLS: Moreno, revelação do América de Cali, assina com o Portland Timbers

Nascido em Buenos Aires, é cria da base do Zenit. Subiu ao time principal em 2014 e, em 2017, foi vendido ao clube da Rússia por € 15 milhões. Pelos russos, foram 138 jogos, 24 gols e 22 assistências. Pelo River Plate, o jogador fez 97 jogos, 27 gols e oito assistências. Na MLS, o Austin espera que Driussi melhore o setor ofensivo do time, que tem média inferior a um gol por jogo na temporada.

“Nós estamos empolgados em dar as boas-vindas a Sebastián a Austin”, afirmou o diretor esportivo do clube, Claudio Reyna, ex-meio-campista americano. “Sebastian está prestes a fazer a diferença ofensiva na MLS. Ele representou a Argentina nas seleções de base, jogou a Champions League na Europa, Copa Libertadores e o Mundial de Clubes, além de conquistar 14 títulos na carreira. É um currículo impressionante para qualquer jogador, ainda mais para um de 25 anos. Ele é um competidor do mais alto nível, estamos empolgados em dar as boas-vindas a ele em Austin e ao nosso clube”.

“Nós precisávamos de uma criatividade extra, uma força extra e coragem no campo de ataque, e isso é exatamente o que Sebastián traz. Ele entra em áreas pequenas onde você precisa ser inteligente e tomar as decisões certas. Ele entra naqueles espaços difíceis onde os melhores jogadores se destacam e criam oportunidades e isso é o que você pode ver que estava faltando, e nós sentíamos que estava faltando”, continuou Reyna.

“Sebastián é um jogador fenomenal e versátil que irá elevar o nosso ataque e nos tornará mais perigosos no ataque”, afirmou o treinador do clube, Josh Wolff. “Nós estávamos de olho nele há algum tempo, nós estamos confiantes que a experiência internacional de Sebastián e seu pedigree irão elevar o nível de todo o nosso grupo e nos ajudar a competir por um lugar nos playoffs nesta temporada”.

LEIA TAMBÉM: Mahomes não se limita à NFL e se torna também um dos proprietários do Sporting Kansas City

O problema de ataque do Austin é grave. Nos 14 jogos que fez, são apenas 10 gols. O time é o lanterna na Conferência Oeste, com 13 pontos, em 13º lugar. É o pior ataque da MLS, junto com o Inter Miami, lanterna da Conferência Leste. Ele ainda não estará disponível para o jogo do próximo sábado, 31, contra o Colorado Rapids.

Na temporada 2020/21, Driussi não fez muitos gols. Foram 22 jogos, com apenas dois gols, com quatro assistências. Ele atuou majoritariamente como ponta esquerda, mais do que como atacante centralizado, como deve jogar em Austin. Sua melhor temporada, ao menos em gols, foi em 2017, quando fez 29 jogos e marcou 18 gols. No Zenit, sua melhor temporada, em 2018/19, ele fez 10 gols e oito assistências em 27 jogos.

“Este é um desafio maravilhoso para mim na minha carreira e mal posso esperar para começar. É algo muito maravilhoso que está prestes a acontecer e estou ansioso para isso”, afirmou Driussi aos repórteres, segundo relata a ESPN americana.

“Eu sei que esse clube começou recentemente. Nós todos sabemos disso. Mas é um projeto muito interessante para mim. Realmente chamou a minha atenção, tudo que o clube fez por mim. Eu definitivamente quero fazer história, por este clube para fazer história. E eu quero ser capaz de conquistar algo importante enquanto estou aqui”, disse ainda o atacante.

“Eu tive muitas propostas de lugares diferentes, mas esta foi muito atrativo e interessante para mim. Agora eu sei que é exatamente onde eu quero estar. Austin é um clube que eu quero representar e é muito bom poder jogar por eles”, afirmou ainda o jogador.

Driussi será o terceiro jogador designado do Austin, com Cecilio Domínguez e Tomas Pochetino.

LEIA TAMBÉM: Depois de sair de “ambiente turbulento para treinadores”, Miguel Ángel Ramírez assume o Charlotte na MLS

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo