A rodada do fim de semana da MLS teve duas das suas estrelas internacionais com gols bonitos. Em Los Angeles, o time da casa, LA Galaxy, venceu o Portland Timbers por 2 a 1, graças a dois gols de Zlatan Ibrahimovic, ambos de pênalti e o segundo com cavadinha. Longe dali, na Flórida, o DC United venceu por 2 a 1 o Orlando City, com um gol de Wayne Rooney quase na bandeirinha de escanteio, o que levou a parecer quase um gol olímpico.

No aniversário de um ano da sua estreia na MLS, Zlatan Ibrahimovic voltou a campo depois de se recuperar de uma lesão no tendão de Aquiles do pé esquerdo. E no domingo, foram dois gols, sendo um deles marcante por ser uma cavadinha, ou Panenka, como é conhecido na Europa – e nos Estados Unidos. A atuação do sueco, de 37 anos, não foi marcante como aquela estreia há um ano. Desta vez, o desempenho foi mais modesto, mas mesmo assim importante para a vitória do time. Até porque nos dois lances de pênalti, foi o próprio Ibra que sofreu as faltas e as cobrou nas penalidades. A segunda, em um pênalti bastante cruel com o goleiro.

Foram 25 dias se recuperando de lesão e só quatro sessões de treinamento em março, o que limitou bastante o sueco. Os dois gols deram a vitória por 2 a 1 diante do público de 23.820 torcedores no estádio Dignity Health Sports Park. “Eu sou forte”, brincou Ibrahimovic depois do jogo, com gelo em volta do tornozelo. “Não se preocupe com isso”.

O técnico do Galaxy, o ex-Boca Juniors Guillermo Barros Schelotto, mostrou confiança no seu astro. “Eu esperava que ele jogaria 90 minutos porque ele estava pronto”, disse. “Eu não quero colocar em campo alguém que não esteja 100%. Ninguém me forçou a colocá-lo no campo. Ninguém o forçou a ir a campo”, disse ainda o treinador. “Nós precisamos ser espertos porque ele está vindo de lesão. Mas ele conhece o seu corpo”.

No lance do segundo gol, Ibrahimovic entrou na área passando por três defensores antes de ser derrubado pelo goleiro dentro da área. “Eu tenho 37 anos e ainda sou rápido”, afirmou o sueco. “Acredite em mim, quando você cobra um pênalti, você não tem que pensar muito. Apenas faça o gol, fácil assim. O que não é”.

Foi o terceiro gol do jogador na temporada em dois jogos – ele tinha jogado na estreia do time na MLS antes do jogo deste domingo. Pela segunda vez, o seu gol foi o decisivo, que deu a vitória ao time. Nove dos seus 25 gols marcados pelo Galaxy foram os gols decisivos que determinaram vitórias do time. Na próxima sexta, o Galaxy enfrenta o Vancouver Whitecaps, em gramado artificial, algo que Ibrahimovic pediu para não jogar na temporada passada.

“Eu estou aqui para jogar”, disse o sueco. “Eu não estou aqui de férias. Eu estou aqui para jogar pelo Galaxy. O dia que eu não tiver mais desempenho, pode rasgar meu contrato e eu volto para a Suécia ou algum outro lugar”. Com o que o sueco tem marcado de gols pelo time californiano, isso não deve acontecer por algum tempo.

Os dois gols de Ibra:

Melhores momentos:

Rooney decisivo mais uma vez

Jogadores do DC United comemoram (Foto: reprodução/Twitter)

Na Flórida, o DC United manteve o excelente início de temporada com uma vitória por 2 a 1 sobre o Orlando City, fora de casa. Foi a terceira vitória em quatro jogos, além de um empate. É o melhor início de temporada do time em 13 anos e a equipe chegou a 14 jogos de invencibilidade na temporada regular da MLS – terminou a temporada passada em alta.

Só que a vitória deste domingo não foi fácil para o time de Washington. E o desempenho de Wayne Rooney foi decisivo. Primeiro, logo a cinco minutos, o inglês cobrou falta da direita na cabeça de Steve Birnbaum, que tocou no meio da área para marcar 1 a 0. Do outro lado, quem poderia ter empatado era Nani, jogador que foi parceiro de Rooney no Manchester United, mas desperdiçou a chance pelo Orlando City. Os dois jogaram juntos no Manchester United de 2007 a 2014.

Aos 30 minutos, Rooney recebeu uma falta dura de Dom Dwyer e, se não tivesse escapado do contato, poderia ter sofrido uma lesão séria. Na cobrança da falta, quase na bandeira de escanteio, Rooney surpreendeu o goleiro Brian Rowe com uma cobrança direta e marcou um belo gol. Com isso, Rooney chegou a quatro gols e duas assistências nos últimos dois jogos. Ele admitiu, depois do jogo, que pensou em cobrar direto desde que a falta foi marcada. O técnico do Orlando, James O’Connor, reclamou que houve falta no lance e disse que o VAR deveria ter alertado o árbitro. O lance foi revisado, mas nenhuma falta foi marcada.

Os 2 a 0 no placar poderiam indicar alguma tranquilidade para o DC United, mas não foi o que aconteceu. No segundo tempo, o Orlando City dominou o jogo e pressionou. Conseguiu diminuir o placar aos 18 minutos, com Dwyer, em cabeçada. Depois disso, o Orlando continuou atacando em busca do gol de empate e fez o DC United suar muito para defender a vantagem. Nos acréscimos, faltou até um pouco de sorte ao Orlando, em uma cabeçada de Chris Mueller que tocou na trave.

O DC United lidera a Conferência Leste, com 10 pontos em quatro jogos, mesma pontuação do Columbus Crew, que tem um jogo a mais. Na Conferência Oeste, o Los Angeles Galaxy de Ibrahimovic é o quinto colocado com nove pontos em quatro jogos. O líder é o rival local, Los Angeles FC, que tem 13 pontos em cinco jogos. Seattle Sounders, Houston Dynamo e Dallas todos estão com 10 pontos.

O gol de Rooney: