A Roma conseguiu uma boa vitória neste domingo, diante do Sassuolo, pela terceira rodada da Serie A. Em casa, jogando no Estadio Olimpico, os giallorossi venceram por 4 a 2, com Lorenzo Pellegrini como o grande nome da partida. Foi também dia de estreia de Henrikh Mkhitaryan, que foi bem e conseguiu marcar um dos gols do time.

Pellegrini fez o centro da linha de meias, com Mkhitaryan titular pelo lado esquerdo e Justin Kluivert na direita. À frente deles Edin Dzeko. Logo a 12 minutos, Pellegrini cobrou escanteio pelo lado esquerdo do ataque e Bryan Cristante, de cabeça, desviou para marcar 1 a 0. Não demorou para aumentar o placar para 2 a 0 com Edin Dzeko, em cruzamento de Aleksandar Kolarov.

E logo depois, aos 22, Pellegrini passou para Mkhitaryan, que avançou e chutou no canto do goleiro Andrea Consigli. Antes do intervalo, a Roma aumentou a contagem. Pellegrini, novamente, fez um lindo passe em contra-ataque para Justin Kluivert, que avançou sem marcação e, frente a frente com o goleiro, tocou no canto e colocou 4 a 0 no placar.

Parecia um jogo tranquilo. No início do segundo tempo, Pellegrini por pouco não deixou o seu gol, em um chute de fora da área que acertou a trave. Logo depois, em um cruzamento de Florenzi, Dzeko acertou o travessão. A Roma parecia pronta para uma goleada.

Foi quando entrou em ação o atacante Domenico Berardi, artilheiro da Serie A. Em cobrança de falta precisa, o cannhoto mandou no ângulo e diminuiu para 4 a 1, aos oito minutos. Um golaço. Dzeko ainda mandaria outra bola na trave, com mais uma chance desperdiçada. E o Sassuolo tentou voltar para o jogo. Aos 27 minutos, Alfred Duncan fez a jogada pela esquerda, cruzou, Caputo deixou a bola passar com um corta-luz e Berardi, novamente, chutou de esquerda, no canto, e marcou mais um. O seu quinto gol na Serie A em três jogos.

Só que o placar acabou não sendo mais mexido e a Roma conquistou a sua primeira vitória na Serie A, depois de dois empates. O Sassuolo acumula duas derrotas depois de três jogos.

“Eu falei muito com com Edin Dzeko durante a pré-temporada. Ele é um jogador muito importante. Ele marcou um gol hoje, poderia ter feito mais, mas ele é um excelente atacante”, elogiou Paulo Fonseca, técnico da Roma.

“Nós mudamos algumas coisas hoje. Pellegrini jogou como trequartista. Com Jordan Veretout e Mkhitaryan, nós tivemos uma maior capacidade de manter a posse de bola. Todo mundo jogou bem hoje”, continuou o treinador. “Eu digo a todo mundo para pressionar alto e este é um elemento importante. Funcionou bem nesta noite. Isso não significa correr alguns riscos, mas a pressão alta é importante e, quando bem feita, na verdade te dá menos riscos na defesa”.

“Nós devíamos ter feito melhor no segundo tempo, mas o importante foi conseguir a vitória e continuar a melhora”, afirmou Dzeko à Roma TV, depois do jogo. “Depois de fazer 4 a 0, o técnico nos disse para não relaxar nos nossos louros ou perder o bom momento, mas nós fizemos isso mesmo assim. Foi um pouco sofrido no segundo tempo”, comentou o camisa 9.

“Quando está 4 a 0, você tem que deixar a bola fazer o trabalho. Se você mantém a posse de bola, então o Sassuolo tem que correr atrás de nós. Nós quisemos ser verticais um pouco rápido demais e o técnico não gostou disso”, disse ainda o bósnio. “Foi um primeiro tempo espetacular e nós temos que construir a partir dali. Nós também esperamos que os erros do segundo tempo não sejam repetidos. Nós acreditamos na abordagem que o técnico adotou”.

Dzeko também comentou sobre a atuação de Mkhitaryan, que marcou o seu primeiro gol logo na estreia. “Ele é um jogador de alto nível. Eu disse a ele, você marcou dois gols contra a Bósnia pela Armênia, então você precisa conseguir um gol aqui também! E ele conseguiu. Quando ele se adaptar, ele fará ainda melhor”.

Veja os melhores momentos do jogo:

Confira a classificação da Serie A:

Standings provided by Sofascore LiveScore