Está difícil a seleção da China se destacar pelo seu futebol. Não fez isso nem ao participar da Copa de 2002 – agora, até tentou, mas ficou apenas na quinta posição num dos hexagonais que renderam as vagas asiáticas no Mundial que está por vir. O que não impede que a equipe se destaque por outros motivos. Um deles veio nesta quinta: a camisa de visitante, divulgada pela Nike, fabricante do material esportivo que a equipe chinesa usa, desde 2015.

Se um dos apelidos da seleção é “Os Dragões”, nada mais natural que se apropriar disso para fazer um modelo bastante personalizado. A camisa preta foi coberta por vários dragões, animais típicos da mitologia chinesa, cada um deles contendo várias partes de outros animais – por exemplo, olhos de lagosta, chifres de cervo, corcovas de camelo, narizes de cachorro e jubas de leão.

Além disso, na gola da camisa ainda vai mais um animal mitológico, em tom dourado. Tudo formando um desenho que poderia ficar até confuso, dependendo dos outros fatores (como a cor da camisa). Mas que, na célebre combinação dourado/preto, torna a camisa chinesa potencialmente atraente. Se não for pela beleza, pela curiosidade mitológica.