A Ministra dos Esportes da França, Roxana Maracineanu, comemorou o retorno do público no amistoso entre PSG e Le Havre, neste domingo. Cerca de cinco mil pessoas puderam entrar no estádio Océane para assistir ao confronto, com algumas medidas de contenção. Muitas pessoas estavam de máscaras, mas nem todas estavam usando da maneira correta, cobrindo boca e nariz. Não houve distanciamento social na arquibancada, embora, pelo baixo número de torcedores, houvesse alguns espaços.

“É uma vitória do futebol francês e do esporte da França poder retomar no meio de julho com público. Nós escolhemos gradualmente reabrir o esporte em diferentes estágios. No dia 11 de maio, os atletas puderam voltar aos treinamentos, 15 dias depois, eles puderam voltar a treinar em grupo”, afirmou Maracineanu.

“Hoje, nós finalmente pudemos começar a ter jogos de novo para preparar para os grandes torneios. Eu estou feliz que o esporte e o futebol na França possam voltar a ter público. Nós somos o único país na Europa que pode fazer isso”, analisou a Ministra.

“Os torcedores queriam estar ali para apoiar seu time do coração. Foi isso que fomos capazes de fazer com um protocolo trabalhado com a FFF [Federação Francesa de Futebol], LFP [Liga Professional de Futebol da França] e os vários administradores dos estádios. É importante falar novamente sobre ações para controle da crise de saúde, para garantir que não tenhamos uma segunda onda. É importante falar sobre o uso das máscaras e métodos de contenção, porque o vírus continua presente”, afirmou ainda Maracineanu.

“As partidas de futebol terão um impacto, é importante ter sucesso nessas mensagens preventivas e a educação de usar a máscara para evitar que a epidemia volte. De qualquer forma, nós não poderemos retomar da mesma forma como fazíamos. Será necessário ser pedagógico para que todo mundo seja responsável pelas medidas de prevenção”, continuou a Ministra.

“De hoje em diante, os esportes de combate podem retornar. Estes eram os últimos esportes que ainda não tinham permissão para voltar. No próximo dia 18 de julho, nós iremos ver se os estádios poderão se beneficiar das medidas preventivas da quarentena. Ainda é esperado que o limite seja de cinco mil pessoas até o meio de agosto. Nós iremos levar esta questão ao comitê do governo, em reunião com os ministros, dentro de uma semana”, explicou.

“Tudo depende da situação de saúde. Nós temos que seguir os conselhos do Ministro da Saúde. Todas essas decisões não são setoriais. Tudo será retomado gradualmente. Nossa prioridade era retomar o público de forma completamente segura e acho que podemos dizer que tivemos sucesso hoje”, disse Maracineanu.

A Ligue 1 divulgou o seu calendário para a próxima temporada, 2020/21, que começa no dia 22 de agosto. Por enquanto, a previsão é que os jogos terão público limite de cinco mil pessoas, tal qual foi neste domingo no amistoso entre PSG e Le Havre.