Milionários PSG e Monaco falham nas finalizações

Mesmo com alguns dos melhores atacantes do mundo em campo, equipes foram mal ofensivamente e partida acabou em 1 a 1

O dinheiro de empresários bilionários tem mudado o cenário do futebol mundial da década passada para cá, e PSG e Monaco são dois dos últimos expoentes dessa mudança. No entanto, na primeira partida entre as duas equipes desde que receberam os pesados investimentos foi aquém da expectativa. Mesmo com alguns dos principais atacantes do mundo em campo, o quesito “finalização” foi a maior decepção do duelo.

Explorando as laterais do campo, em que o Monaco estava dando espaços, o PSG abriu o placar logo aos cinco minutos, após lançamento longo de Thiago Silva, cruzamento de Maxwell e finalização de Ibrahimovic no seu estilo “taekwondo”. O zagueiro brasileiro, no entanto, contundiu-se dez minutos depois, forçando Laurent Blanc a ter no gramado uma dupla de defensores reserva – Marquinhos e Camara.

Com o gol de Ibra, o Monaco acordou para o jogo e foi para cima, tomando conta das ações em grande parte do primeiro tempo. Aproveitando-se da defesa enfraquecida dos parisienses, Falcao antecipou-se a Camara e, de peixinho, igualou o marcador paras comandados de Claudio Ranieri, e assim o placar ficaria até o final.

Se por um lado os atacantes não foram bem, o volante Mounir Obbadi teve boa atuação. Ajudou a evitar que o time da casa fizesse mais gols com suas sete interceptações no jogo e uma boa saída de bola, alcançando 87% de precisão nos passes. Do lado do PSG, Thiago Motta e Marco Verratti também foram bem na distribuição da bola, com 88% e 90% de toques certos, respectivamente.

Destaque do jogo

Ataques milionários e ineficientes – Apesar de todo o dinheiro investido pelo PSG, em Cavani e Ibrahimovic, e pelo Monaco, em Falcao García, as equipes tiveram uma partida muito fraca ofensivamente. O time de Paris finalizou apenas duas vezes em gol, e Ibra desperdiçou três oportunidades, chutando para fora. O clube do Principado, por sua vez, acertou a meta de Sirigu pouco mais: quatro vezes.

Momento-chave

Os 20 minutos iniciais foram os mais relevantes de toda a partida. Neles, aconteceram o que de mais importante o jogo apresentou. Aos cinco, golaço de Ibrahimovic. O tento acordou o Monaco, que passou a dominar as ações e empatou com Falcao aos 20. Neste meio tempo, Thiago Silva sentiu lesão muscular e deixou o gramado aos 15 minutos, e quem marcava o colombiano no momento do gol do empate era justamente Camara, que substituiu o brasileiro.

Os gols

5’/1T – Gol do PSG! Ibrahimovic recebe cruzamento de Maxwell e com um de seus golpes de taekwondo abre o placar para o PSG aos 5 minutos de jogo.

20’/1T – Gol do Monaco! Falcao recebe cruzamento de João Moutinho, mergulha de peixinho e empata o jogo.

Curiosidade

Dos relacionados para esta partida, apenas Camara e Jallet estiveram no último confronto entre PSG e Monaco, em 5 de julho de 2011, o que mostra a grande transformação pela qual passaram os times após os investimentos milionários.

Formação inicial:

PSG Monaco campinho

 

Formação inicial:

PARIS SAINT-GERMAIN 1 x 1 MONACO

Paris Saint-Germain
Salvatore Sirigu, Gregory van der Wiel, Marquinhos, Thiago Silva (Zoumana Camara, 15’/1T), Maxwell, Marco Verratti (Jérémy Ménez, 31’/2T), Thiago Motta, Blaise Matuidi, Edinson Cavani, Ezequiel Lavezzi (Lucas, 14’/2T), Zlatan Ibrahimovic
Monaco escudo Monaco
Danijel Subasic, Fabinho (Andrea Raggi, 32’/2T), Ricardo Carvalho, Éric Abidal, Layvin Kurzawa, Mounir Obbadi (Jessy Pi, 40’/2T), Geoffrey Kondogbia (James Rodríguez, 14’/2T), Lucas Ocampos, Yannick Ferreira Carrasco
Local: Estádio Parque dos Príncipes
Árbitro: Tony Chapron
Gols: Ibrahimovic (5’/1T) e Falcao (20’/1T)
Cartões amarelos: Marquinhos (PSG); Fabinho e Obbadi (Monaco)
Cartões vermelhos: nenhum