Mignolet foi o super-herói da suada vitória do Liverpool sobre o Southampton

Goleiro belga salvou o Liverpool do empate ao desviar bomba de Schneiderlin à queima-roupa e garantiu o primeiro passo do Liverpool na nova temporada

O Liverpool vencia por 2 a 1, quando a bola pingou suavemente à frente de Morgan Schneiderlin, alguns passos à frente da pequena área. O jovem jogador do Southampton, o desejo de alguns clubes grandes da Inglaterra, reuniu a força de todo o arroz e feijão que comeu na vida para chutar ao gol. A bola saiu como se fosse um míssil, e Simon Mignolet, como se fosse aquele super-herói que impede o projétil de devastar a cidade, desviou com uma única mão. Foi a jogada decisiva da vitória suada que o time de Brendan Rodgers conquistou na manhã deste domingo.

LEIA MAIS: A surpresa do Swansea é um ótimo aperitivo para uma temporada que promete

Em Anfield Road, o Southampton não pareceu a colcha de retalhos que se esperava depois de perder seus principais jogadores: Ricky Lambert, Adam Lallana e Dejan Lovren para o próprio Liverpool e Luke Shaw para o Manchester United. As contratações de Ronald Koeman entraram rapidamente na equipe e funcionaram, especialmente Dusan Tadic, autor da brilhante assistência de calcanhar que resultou no gol de empate, marcado pelo lateral direito Nathaniel Clyne.

Enquanto isso, o time da casa era uma equipe que se reinventa e busca o equilíbrio. Não ser mais tão espetacular no ataque por causa da venda de Luis Suárez não é necessariamente um problema se a defesa esburacada ganhar solidez. E pelo menos nessa estreia, Martin Skrtel cortou todas as bolas, ganhou as divididas e foi muito mais seguro do que na última temporada, quando se destacava mais pelos gols que fazia – a favor e contra – do que pelos que evitava. Esse crescimento do eslovaco, combinado com a chegada de Lovren, pode passar mais tranquilidade defensiva à torcida do Liverpool.

O Liverpool foi o time que ficou com a bola e também o que muitas vezes errou ao passá-la adiante. Principalmente os passes mais arriscados de Philippe Coutinho e Steven Gerrard e a saída de bola de Lucas Leiva. Rodgers substituiu os dois brasileiros na hora em que a necessidade de pressionar o Southampton de qualquer jeito falou mais alto. Entrou Allen para tentar consertar a transição e Ricky Lambert para acrescentar presença de área. E pelo menos o abafa funcionou.

Sem Suárez, Sturridge continuou a fazer gols. Marcou o segundo, o da vitória e da tranquilidade, em bola jogada na área. Mas quem assumiu o papel decisivo foi Raheem Sterling, 19 anos e pai de dois filhos. Há mais ou menos um ano, ainda tinha dificuldades para dominar uma bola. Hoje, é talvez o melhor jogador da linha de frente do Liverpool. Fez o primeiro gol, completando lançamento brilhante de Henderson, que venceu duas divididas antes de fazer o passe longo, e com a cabeça deu a assistência para Sturridge. É um talento bruto que, se bem lapidado, pode virar um grande jogador do futebol europeu.

Só que nada disso teria funcionado não fosse por Mignolet. Rodgers o trouxe do Sunderland, em 2013, e as suas atuações impecáveis significaram o fim da carreira de Reina, um dos goleiros mais bem pagos da Premier League, no Liverpool. E dá para entender muito bem o motivo. O belga passa muita segurança, ao contrário do espanhol, que embora muito bom tecnicamente, era um pouco afeito demais a peripécias e falhas bizarras. Mignolet ainda é capaz de defesas espetaculares, como em cobrança de falta de James Ward-Prowse, em chute de Steven Davis e na bomba de Schneiderlin, quando, com uma única mão, evitou a explosão que atrapalharia a caminhada do Liverpool rumo ao título que não conquista desde 1990. Ainda há muitos quilômetros e desafios pela frente, cujo principal é encontrar o tal equilíbrio, mas o primeiro passo foi muito bem dado.

Veja a defesa de Mignolet:

 

Você também pode se interessar por:

>>>> O Tottenham precisou aprender com um torcedor como se chuta a gol

>>>> Reforçado e aliviado, Arsenal ainda precisa de Ramsey para sonhar mais alto

>>>> O Guia Corneteiro da Premier League 2014/15