A espera durou 686 dias. Michu havia marcado seu último gol em nível profissional em outubro de 2014. Desde então, o atacante teve que lidar com lesões, falta de espaço e até mesmo com o amadorismo. Mas, nesta quinta, voltou a celebrar justamente por seu clube de coração. Tentando um recomeço no Real Oviedo, o espanhol de 30 anos balançou as redes duas vezes contra o UCAM Murcia, justo em sua reestreia. Não evitou, entretanto, a eliminação de sua equipe na Copa do Rei.

VEJA TAMBÉM: Como Michu foi parar na quarta divisão espanhola?

Parecia um conto de fadas a Michu. O atacante balançou as redes pela primeira vez aos 38 do segundo tempo, descontando o placar em 3 a 2. Já aos 48, seu segundo tento serviu para empatar o placar em 3 a 3 e levar o duelo eliminatório à prorrogação. O problema é que o Oviedo sofreu um gol no segundo tempo extra e caiu na competição. Surpreendentemente, Michu permaneceu em campo durante os 120 minutos, demonstrando a sua recuperação física. Sob as ordens do agora técnico Fernando Hierro, o tradicional clube asturianos atualmente milita na segunda divisão do Campeonato Espanhol.

Artilheiro do Swansea e sensação na Premier League, Michu chegou a ser convocado para a seleção espanhola em 2013. Todavia, pouco depois de renovar seu contrato com os galeses é que seu inferno astral começou. As lesões minaram o seu espaço com os Swans e o atacante preferiu ser emprestado ao Napoli em 2014/15. Foram apenas cinco jogos competitivos disputados com os celestes, até retornar ao Swansea. Descartado pelo técnico Garry Monk, o espanhol teve o seu contrato rescindido, depois de algumas negociações de transferência não concretizadas, para que a diretoria economizasse com os salários.

A volta de Michu, no entanto, não começou no Oviedo. O atacante se reencontrou com o futebol no Union Popular Langreo, clube da quarta divisão que é treinado por seu irmão, onde recuperava a forma física. Assinou com os asturianos em novembro e ficou até o fim da temporada, com alguns momentos de brilho: anotou nove gols em 16 partidas. O suficiente para convencer o Oviedo, no qual o artilheiro iniciou a carreira, a recontratá-lo. Curiosamente, quando estava em seu auge no Swansea, Michu chegou a fazer campanha para arrecadar dinheiro e evitar a falência de seu clube de coração. Em agosto, durante sua apresentação, o velho conhecido foi ovacionado pela torcida.

“Estou bem contente com os gols de Michu. Eles darão muita confiança a ele, mas o resultado final acabou sendo decepcionante”, avaliou Hierro. Agora, a prova de fogo será mesmo na segundona do Espanhol. Quem sabe, para fazer o Oviedo voltar a sonhar, após 15 anos longe da elite de La Liga.