Lionel Messi e outras personalidades foram convidados pela revista El País Semenal para dizer como imaginam que será o mundo após a pandemia do novo Coronavírus. O jogador não pareceu muito otimista. Além de lamentar as perdas atuais, sobretudo de familiares, amigos e entes queridos, o craque do Barcelona disse acreditar que o futebol e a vida não serão nunca mais os mesmos.

A fala de Messi foi publicada ao lado daquelas de figuras públicas de diferentes áreas. Além do argentino, o presidente do Atlético de Madrid, Enrique Cerezo, o ídolo do tênis Rafael Nadal, a diretora de cinema Isabel Coixet e o DJ David Guetta, entre outros deram suas considerações.

Sucinto, Messi afirmou que o “futebol, assim como a vida em geral, não será mais o mesmo, penso. Esta interrupção brutal da ‘vida normal’ desestabilizou muitas pessoas”.

O futebol foi apenas uma das incontáveis indústrias que foram fortemente afetadas pela pandemia, mas Messi pensa que nada disso se compara com as perdas pessoais que os indivíduos tiveram e ainda terão.

“Acredito que houve muitas coisas negativas nesta crise, mas não pode haver nada pior do que perder as pessoas que você mais ama, isso me frustra demais e me parece o mais injusto de tudo.”

“A quase todos nós, resta a dúvida de como será o mundo depois de tudo o que aconteceu. Mas, além do confinamento e da situação que nos pegou de surpresa, muita gente teve uma experiência realmente ruim, porque essa situação os afetou de alguma maneira, como com todos aqueles que perderem seus familiares e amigos e sequer puderam se despedir”, completou.

Em outra entrevista durante a semana, Messi reconheceu como um dos efeitos da pandemia, o adiamento da Copa América deste ano, o afetou, ainda que ele afirme entender perfeitamente a decisão: “Seria um grande evento para mim este ano, e eu estava extremamente animado para jogá-la novamente. Foi um golpe duro para mim quando soube que seria adiada”.

O Barcelona de Leo Messi se prepara para voltar à disputa de La Liga, que anunciou oficialmente neste sábado a sua data de reinício: 11 de junho, com conclusão prevista para o fim de semana de 18 e 19 de julho.