Lionel Messi mais uma vez teve a postura de capitão que se espera no Barcelona em discurso no Troféu Joan Gamper, tradicional jogo de apresentação do elenco à torcida. O Barcelona venceu o Arsenal por 2 a 1, mas antes do jogo o time foi apresentado com discurso de líder.

Capitão do time desde a temporada passada, depois da saída de Andrés Iniesta, ele voltou a discursar para a torcida no estádio e admitiu o gosto amargo pelo fracasso na Champions League, mas pediu valorização do título do Campeonato Espanhol, conquistado na temporada passada – o oitavo em 11 anos. Além disso, prometeu buscar novamente todos os títulos. Claro, incluindo o título europeu, que é sempre o mais desejado, ainda mais depois do sucesso recente do rival Real Madrid.

No Barcelona, a braçadeira de capitão é mais do que um adereço a ser usado no uniforme. A escolha do capitão se dá por tempo de casa. Quem está há mais tempo acaba sendo o dono da braçadeira. É o motivo que faz de Piqué o terceiro capitão, não o segundo, mesmo sendo da mesma geração de Messi. Ele saiu do clube em 2004, vendido ainda na base para o Manchester United por € 5 milhões. Chegou a ser emprestado ao Zaragoza, voltou ao clube inglês, sendo sempre reserva, e se transferiu de volta ao Barcelona em 2008, por outros € 5 milhões. Por isso, o vice-capitão do time é Sergio Busquets.

O capitão tem a responsabilidade de discursar diante da torcida na apresentação do time, assim como o técnico. Na temporada passada, o discurso de Messi chamou a atenção, justamente porque ele falou prometeu a busca pelo título da Champions League. O time foi até a semifinal e perdeu para o Liverpool de forma trágica: venceu a ida por 3 a 0 no Camp Nou e perdeu por 4 a 0 em Anfield. O time conquistou o título espanhol, título que Messi fez questão de valorizar.

“A verdade é que é difícil dizer algo depois da temporada passada. Mas não me arrependo de nada. Vou voltar a repetir o mesmo que disse na temporada passada. Confio neste elenco e nestes jogadores, neste corpo técnico, e não tenho dúvidas que todos juntos vamos poder brigar por tudo”, afirmou Messi.

“Na temporada passada, a verdade é que acabou sendo um pouco amarga para todos por como se deu. Mas acredito que temos que dar valor à liga que conseguimos. A oitava liga em 11 anos! Isso para qualquer outro clube seria algo grandioso. Para este também. É algo muito importante o que fizemos. Talvez hoje não damos o valor que se merece, mas daqui a alguns anos vamos ver o quanto é difícil fazer isso”, continuou o capitão do Barcelona.

“Mas como todos sabemos e todos queremos, este clube sempre luta por tudo. E este ano não vai ser diferente. Estamos com o desejo renovado, muita vontade. Espero que vocês continuem vindo da mesma maneira. Visca el Barça e visca Catalunya”, completou o discurso o camisa 10.

Veja o discurso de Messi na íntegra:

Camisa Barcelona - Modelo I 2019/20
A camisa do Barcelona que dividiu opiniões e lembra a seleção croata, feita para a temporada 2019/20
A Trivela pode ganhar comissão sobre a venda.

Confira nosso último vídeo no YouTube e se inscreva no canal para fortalecer o jornalismo esportivo independente em mais um meio.