Mesmo longe de Bérgamo, a Atalanta transformou o San Siro em sua casa na histórica noite de Champions

Do Estádio Gewiss até o San Siro, a viagem de carro percorre cerca de 60 quilômetros. Não é uma distância tão grande, mas já se torna suficiente para que a Atalanta saia de seu núcleo. Enquanto o estádio do clube passa por uma ampla modernização, a campanha na Champions League precisa se desenrolar em Milão. No entanto, ao menos nesta quarta-feira, os torcedores nerazzurri fizeram o possível para transformar o San Siro num anexo de Bérgamo. Sentiram-se em casa e realizaram uma bonita festa durante a goleada por 4 a 1 sobre o Valencia, pelas oitavas de final do torneio continental.

[foo_related_posts]

Ao todo, 45 mil torcedores pegaram a estrada e encheram as arquibancadas do San Siro. O estádio não estava completamente lotado, mas não deixa de ser um número significativo, considerando os 122 mil habitantes de Bérgamo. A estreia da Atalanta nos mata-matas da Champions era praticamente tratada como feriado municipal. Em suas redes sociais, o prefeito da cidade chegou a publicar a cartinha do pai de um aluno, F150261%2Fschool-see-atalanta-make-history">explicando que seu filho faltaria à aula por razões “histórico-culturais”, pois estaria “vivendo a experiência de uma página aos livros de história de Bérgamo”. Não era o único a pensar assim – e com razão.

Mesmo com os setores mais distantes do campo vazios, o San Siro contou com um ambiente grandioso durante a partida. A torcida da Atalanta ficou mais próxima do gramado e fez barulho, sobretudo os ultras atrás de um dos gols. Os Orobici puderam cantar a plenos pulmões o hino da Champions e tiveram quatro tentos para comemorar. Ao final, ofereceram os devidos aplausos pela grande partida de seus jogadores.

“A torcida foi incrível. Assim que entrei no campo para o aquecimento, ver toda aquela gente de Bérgamo no San Siro foi verdadeiramente único. Talvez seja algo que você fará só uma vez na vida, então ficará para sempre na história”, elogiou o capitão Papu Gómez. Pelo placar construído em Milão, a torcida da Atalanta espera que esta sensação inédita se repita dentro de algumas semanas, também nas quartas de final. Está ao alcance.