Mesmo com o time mal, a torcida do Dortmund acha motivação para uma grande causa

Os aurinegros exibiram uma faixa em apoio aos refugiados durante a derrota para o Hannover, indo contra movimentos neonazistas alemães

A fase do Borussia Dortmund na Bundesliga não é nada animadora. Após a excelente atuação contra o Galatasaray pela Liga dos Campeões, a torcida aurinegra até se animou para o duelo com o Hannover 96 no Signal Iduna Park. Ledo engano. Os aurinegros tiveram outra partida incapaz no ataque e acabaram amargando a derrota por 1 a 0. Weidenfeller chegou atrasado e a cobrança de falta de Kiyotake foi fatal. Já são seis rodadas seguidas sem vencer, sendo cinco derrotas. E sorte que a maioria dos times abaixo na tabela consegue ser pior: o Dortmund está apenas uma posição acima da zona de rebaixamento, um ponto à frente do Hamburgo.

Mas, ainda que a situação seja de calamidade no Signal Iduna Park, a muralha amarela não deixa de apoiar a equipe de Jürgen Klopp. Nem de se importar com outras questões bastante nobres. Um sinal bem legal disso veio a partir de uma faixa erguida nas arquibancadas. A mensagem dizia: “Bem-vindos refugiados”, em um movimento que ganha força na Alemanha, diante de manifestações neonazistas ocorridas em algumas cidades do país recentemente.

A cidade de Dortmund abriga um centro de recepção a refugiados, que tem recebido fugitivos de guerras em outros países, especialmente da Síria. No entanto, o local foi alvo de movimentos racistas nos últimos meses. O grupo “Refugees Welcome” também atua em outros países, principalmente na União Europeia, onde há ações políticas para diminuir a abertura das fronteiras a esses estrangeiros.

O posicionamento da torcida aurinegra é importante para reforçar a opinião daquela que é a grande porta-voz da cidade para o resto do mundo. E mostrar como o futebol pode se engajar em causas sociais que se sobreponham ao preconceito.