Um dos principais jogadores do Napoli nos últimos anos tem sido Dries Mertens, atacante belga de 31 anos. Um ponta rápido e habilidoso, chegou do Utrecht por € 8,5 milhões. Demorou algum tempo para ganhar o seu espaço, depois de começar os primeiros anos no banco. Mais do que evoluir, se tornou um jogador diferente, passou a fazer mais gols e virou o substituto de Gonzalo Higuaín na temporada 2016/17. Marcou 34 gols em 46 jogos, além de 15 assistências. Nascido em Leuven, ele contou em entrevista à Rádio Kiss Kiss que se sente em casa na cidade italiana e já se sente um nativo.

LEIA TAMBÉM: Após declarações infelizes de ministro, Napoli reafirma que se retirará de campo em caso de racismo

“Eu cresci jogando em Nápoles, eu amo a cidade e me sinto em casa. Eu estou aqui há seis anos, as pessoas me deram um enorme carinho e me adotaram como um autêntico napolitano. Eu estou feliz com todo esse amor que me ajudou a amadurecer acima de tudo como homem. Para mim, Nápoles hoje é a minha casa. Além disso, eu também cresci do ponto de vista técnico. Eu lembro que nos primeiros anos eu estava jogando menos, então eu gradualmente entrei no time e me afirmei mais e mais até os últimos dois anos que eu realmente joguei”, contou o jogador.

Juventus

“Certamente eles têm um grande poder econômico e é difícil para todo mundo para completar. Nós temos que pensar sobre o nosso caminho tentando vencer o máximo de jogos possíveis. Ainda falta muita coisa e nós tentaremos chegar mais perto da Juventus. Na última temporada nós batalhamos até o fim e nós iremos tentar novamente neste ano”, afirmou o jogador.

Racismo contra Koulibaly

“Eu conheço Kalidou e eu sei o quanto ele é sensível neste tópico. No vestiário de San Siro, eu o vi triste e quebrado, mas não pela expulsão, mas por ter aquele sentimento de ter perdido a batalha contra os racistas. Este é um problema que afete todo mundo e o futebol italiano deve resolver o quanto antes”.

Champions League

“Nós não tivemos sorte, jogamos um belo grupo, nós jogamos um grande futebol e jogamos um confronto direto de tirar o fôlego contra adversários fortes. Agora vamos mirar na Liga Europa porque nós podemos ir longe”, disse o atacante.