Na rodada passada da Serie A, a Juventus sofreu para derrotar o Empoli. Dependeu de Cristiano Ronaldo para buscar a virada fora de casa, com os gols saindo apenas no segundo tempo. Já nesta sexta, os nanicos tinham outra pedreira pela frente: visitavam o Napoli, em pleno San Paolo. E o time de Carlo Ancelotti também suou à sua maneira, embora a postura voraz de Dries Mertens tenha garantido a goleada. Bateram os visitantes por 5 a 1, com uma tripleta do artilheiro. Mertens dá sequência ao ótimo momento na temporada, acumulando gols e assistências. Noite de gala que contrasta com a insatisfação expressa por Ancelotti na coletiva.

Poupando alguns de seus destaques por causa da Liga dos Campeões, o Napoli começou a construir o resultado logo cedo, carregado por Kalidou Koulibaly. O zagueiro protagonizou uma jogada fantástica no primeiro gol. Roubou a bola no campo de defesa e partiu em disparada, até chegar aos arredores da área. Por lá, passou a Lorenzo Insigne bater e acertar o canto da meta do Empoli. Já aos 38, Mertens deu início ao seu show, após os visitantes desperdiçarem algumas boas chances de empatar. O belga recebeu de Insigne na intermediária e arriscou um bonito chute de longe, tirando do alcance do goleiro Ivan Provedel.

O Empoli cresceu durante a segunda etapa e descontou com Francesco Caputo, ameaçando o empate. Todavia, as alterações de Carlo Ancelotti fariam diferença para que o Napoli ganhasse tranquilidade. O terceiro gol saiu aos 19 minutos, com a participação dos substitutos Allan e José Callejón. De qualquer forma, os méritos são mesmo de Mertens, que acertou um lindo chute para encobrir Provedel. Haveria mais um pouco de pressão dos visitantes, até que a goleada saísse nos instantes finais. O quarto veio aos 45, em tabela na qual Mertens acionou Arkadiusz Milik dentro da área e o polonês bateu firme. Por fim, nos acréscimos, Mertens foi lançado por Insigne, driblou o goleiro e bateu às redes vazias.

Apesar do placar elástico, o Empoli teve mais posse de bola e finalizou 11 vezes, sobretudo no segundo tempo. A goleada um tanto quanto circunstancial provocou a autocrítica de Ancelotti depois da partida: “Estava mais bravo que empolgado, porque o resultado diz que fizemos um grande jogo, mas o desempenho em si mostra que o Empoli jogou melhor que nós. Eles controlaram mais a bola, tiveram mais iniciativa e nos incomodaram até o quarto gol. Disse a Aurelio Andreazzoli que o Empoli jogou bem e que eu fiquei impressionado, mas talvez ele tenha pensado que estava brincando. Fomos mortais no ataque, mas eles jogaram melhor”.

O resultado diminui a distância do Napoli em relação à Juventus no topo da Serie A. Os celestes seguem firmes na segunda colocação, a três pontos da Velha Senhora, mas também a três da Internazionale, em terceiro. Já o Empoli, apesar das virtudes contra os favoritos às primeiras colocações, ocupa apenas o 18° lugar, na zona de rebaixamento.