A antepenúltima semana da janela de transferências na Europa se completou. E o grande vitorioso nos últimos sete dias foi o Wolfsburg. Os Lobos fecharam com Luiz Gustavo e evidenciaram ainda mais o Arsenal como candidato a grande perdedor do mercado. Os Gunners veem Luis Suárez cada vez mais distante e nem com dinheiro disponível conseguem trazer os reforços tão necessários ao elenco de Arsène Wenger.

Enquanto isso, as novelas continuam. Gareth Bale faz biquinho, Wayne Rooney esquenta o banco, o Barcelona ainda busca seu zagueiro. E a última a estrear envolve um brasileiro: William, que foi colocado à venda pelo Anzhi. Liverpool, Manchester City e Tottenham correm atrás do jogador, que pode se tornar um dos grandes investimentos na aproximação do dia 2 de setembro, quando o período se encerra. Confira um resumo da semana:

Bom negócio

Luiz Gustavo no Wolfsburg

Pep Guardiola abriu as portas para Luiz Gustavo e o Wolfsburg fechou aquela que pode ser a maior pechincha da Bundesliga. Os Lobos pagaram € 17,5 milhões pelo volante, apenas € 500 mil a mais do que o Bayern Munique tinha investido para tirá-lo do Hoffenheim, há dois anos e meio. No entanto, levam um titular da seleção brasileira, valorizado pelo papel importante na conquista da Tríplice Coroa com os bávaros em 2012/13. E o impacto do meio-campista também foi imediato. Um dia depois do anúncio da transferência, Luiz Gustavo já foi titular na goleada do Wolfsburg por 4 a 0 sobre o Schalke 04, dominando o seu setor. O brasileiro foi o líder de desarmes, com quatro, e acertou 42 dos 43 passes que tentou. Sua chegada ajuda a elevar o status do clube, candidato a ficar com uma das vagas na Liga dos Campeões.

A barganha

Esteban Granero na Real Sociedad

A passagem de Esteban Granero pelo Queens Park Rangers não foi muito boa. O espanhol chegou cercado de expectativas a Loftus Road, mas, depois de um bom início, naufragou junto com os londrinos na Premier League. Para não jogar a Championship, o volante corre o risco de disputar a Liga dos Campeões. O jogador de 26 anos acertou empréstimo com a Real Sociedad e tende a repor a ausência de Asier Illarramendi, vendido ao Real Madrid. Técnico e experiente, Granero pode contribuir bastante na empreitada dos Txuri-Urdin na LC.

O supervalorizado

Stewart Downing no West Ham

O West Ham não foi nem maluco de pagar os € 22,8 milhões que o Liverpool desembolsou por Downing há dois anos. De qualquer forma, pelo que apresentou em Anfield, a transferência de € 5,8 milhões feita pelo West Ham ainda é questionável. O meia tem um estilo que se encaixa com os Hammers, privilegiando o ataque pelos lados de campo e os chuveirinhos na área, mas é difícil esperar um bom desempenho do veterano diante das frustrações recentes. Em Upton Park, reencontrará Andy Carroll e Joe Cole, outros fracassos no Liverpool.

A aposta

Igor Denisov, Yuri Zhirkov e Aleksandr Kokorin no Dynamo Moscou

O Anzhi pôs à venda praticamente todo o seu elenco e o Dynamo Moscou foi o primeiro a investir alto na promoção de Makhachkala. De uma só vez, o clube da capital trouxe três jogadores da seleção russa, gastando € 45 milhões. Aleksandr Kokorin apenas retorna ao clube pelo mesmo valor que saiu. Yuri Zhirkov é o mais talentoso do grupo. Já o maior risco envolve Igor Denisov. O volante até tem seus predicados, mas causou confusão no Zenit e também parece não ter se aclimatado tão bem no Anzhi. Dor de cabeça à toa ao técnico Dan Petrescu.

A roubada

Darren Bent no Fulham

Em um passado já um pouco distante, Darren Bent desandava a marcar gols na Premier League. Em 2009/10, o centroavante balançou as redes 24 vezes pelo Sunderland, levado a peso de ouro pelo Aston Villa, por € 21,5 milhões. Apesar do bom semestre inicial, o inglês esteve longe de justificar o investimento nos dois anos seguintes, com os Villans ameaçados pelo rebaixamento. Agora, por € 2,4 milhões, ele foi emprestado por um ano ao Fulham. Com Dimitar Berbatov no elenco, é difícil saber o que os Cottagers querem com o novo reforço.