O francês Paul Pogba e o belga Romelu Lukaku são duas estrelas do futebol europeu, mas também são grandes amigos fora de campo. Os dois são prodígios que despontaram cedo para o futebol e tiveram transferências milionárias para chegar onde estão. Os dois passam férias nos Estados Unidos, em Las Vegas, onde também o Manchester United faz sua pré-temporada. Os dois deram entrevista juntos e falaram sobre a amizade e o desejo de jogarem juntos, que se tornou realidade.

LEIA TAMBÉM: Lukaku escolheu o Manchester United, que potencialmente ganha um atacante por muitos anos

“Bom, eu sempre soube que ele queria jogar comigo”, disse Pogba, em entrevista à ESPN americana. “Estou brincando. Nós sabíamos que isso aconteceria um dia. Um dia. Eu não sei quando ou onde, e agora está acontecendo, então estou muito feliz por isso”, afirmou Pogba, maior contratação do mercado de transferências do ano passado. O Manchester United pagou € 105 milhões à Juventus para levá-lo de volta a Old Trafford.

“Eu estou realmente feliz. Satisfeito. Eu sempre disse que o momento chegaria. Quando nós éramos mais novos, eu disse que um dia nós jogaríamos juntos e nós poderíamos competir pelos títulos que queremos vencer”, disse Lukaku. “E agora esse momento chegou, então estou satisfeito. É bom jogar com um dos seus melhores amigos no time. Agora cabe a nós nos desafiarmos, primeiro de tudo, e depois o resto do time para nos tornarmos melhores a cada dia”, continuou o atacante belga.

Pogba diz que fez lobby pela contratação de Lukaku, mas que a decisão foi de José Mourinho, treinador do clube. “Eu digo, foi sorte eu estar no Manchester United e, obviamente para mim, se eu puder fazer alguma força para a transferência, eu irei”, afirmou Pogba. “Mas não é minha decisão. Não é minha decisão. É decisão do técnico, de toda comissão técnica. Obviamente, eu acho que os jogadores estão todos felizes que ele está jogando pelo United, estamos muito felizes por isso”, disse o jogador francês.

“Romelu é um encaixe natural para o Manchester United. Ele tem uma grande personalidade e é um grande jogador. É apenas natural que ele queira desenvolver a sua carreira no maior clube. Ele será um grande acréscimo ao grupo e eu sei que eles farão com que ele se sinta muito bem-vindo. Eu estou muito ansioso para trabalhar com ele de novo”, disse Mourinho ao site do Manchester United, lembrando que os dois trabalharam juntos no Chelsea.

Os dois jogadores têm 24 anos e despontaram cedo como talentos. Lukaku se tornou um fenômeno ao virar titular do Anderlecht com 16 anos, em 2009, jogando Champions League. Um talento precoce que despertou a atenção de grandes clubes europeus, até que o Chelsea o levou a Stamford Bridge em 2011.

Pogba já era um prodígio nas categorias de base do Manchester United, em 2009. Foi promovido ao time principal em 2011. Foi justamente quando os dois jogadores se conheceram, em Londres.  “Nós nos encontramos pela primeira vez em Stamford Bridge quando o Chelsea jogou com o Manchester United”, contou Lukaku. “Nós estávamos os dois nas arquibancadas, olhando um para o outro pensando: ‘O que estamos fazendo aqui?’”, contou o novo reforço do Manchester United.

“Mas foi um grande jogo para assistir e para aprender também. Depois do jogo, começamos a conversar, trocamos números de telefone. E nós sabíamos que no ano seguinte seria o nosso ano. Ele foi para o Juventus e mostrou seu talento. Eu fui para o West Brom e aprendi meu valor na Premier League, e aqui estamos agora”, descreveu Lukaku.

Segundo Lukaku, ele só se encontraram em 2011, mas ele já conhecia o talento de Pogba antes disso. “Eu o conheço desde que tinha 15 anos, porque ele jogou contra o meu irmão. Eu estava no time principal do Anderlecht”, explicou Lukaku. “Meu pai veio para casa e disse: ‘Há um garoto na França. Incrível’. Então eu disse: ‘Qual é o nome dele?’ e ele respondeu: ‘Paul Pogba e ele irá jogar pelo Manchester United’. Então eu comecei a procurar alguns vídeos no Youtube. Quando você é novo, é o que você faz. Você tenta procurar quem é bom da sua idade, então eu fui e fiquei olhando e sabia que ele era um bom jogador”, contou Lukaku.

Dois meses mais novo que Lukaku, Pogba  conta que com ele a história foi bem parecida. “Você disse 15 anos. Para mim, foi com 13”, lembra Pogba. “Eu ainda era mais novo. Todo mundo conhecia Romelu Lukaku. Eu acho que quando ele tinha 11 anos, ele já estava jogando no time principal do Anderlecht! Eu vi algo em vídeo”, brincou o francês. “Então, obviamente, eu já o conhecia. Como ele disse, nós nos vimos durante o jogo, Chelsea contra Manchester United, e nós começamos a conversar. Nós tínhamos os mesmos sonhos, os mesmos objetivos”, contou Pogba.

“Nós estávamos conversando algo, esperando que esse dia chegasse. Nós temos que continuar trabalhando duro e um dia nós iremos começar jogando pelo time. E nós mantivemos contato e ele se tornou um dos meus melhores amigos fora de campo e se tornou um jogador da mais alta categoria. Então eu estou muito feliz por ele, sim”, revelou o camisa 6 do Manchester United.

Aliás, Lukaku já sabe qual será o número que vai vestir no novo clube. Camisa 10 no Everton, ele marcou 71 gols em 133 jogos. No United, porém, vestirá a camisa 9, mas isso só depois de ele ter pedido autorização para o último dono, Zlatan Ibrahimovic, que não tem mais contrato com a equipe de Old Trafford e tem futuro indefinido. O sueco continua fazendo tratamento no centro de treinamento do clube, em Carrington. Por isso, Lukaku teve o cuidado de falar com Ibra antes de pedir para vestir a camisa que mais gosta.

“Eu sempre pergunto para a minha mãe qual número e eu jogava com a camisa 10 [no Everton] porque o aniversário da minha mãe é no dia 10 de outubro, então é o 10º mês do ano. É por isso que eu jogava com a camisa 10. Eu pedi pelo número 9 porque eu sou um atacante”, disse o jogador.

“Atacantes jogam com a camisa 9. É um bom número, então eu pedi permissão para Zlatan Ibrahimovic. Eu quero agradecê-lo, também, por me permitir usar o número”, disse o jogador. Lukaku será o oitavo jogador a vestir a camisa 9 do Manchester United na era Premier League – a numeração fixa só começou a ser adotada em 1994. Os jogadores que já vestiram este número em Old Trafford foram Brian McClair, Andy Cole, Louis Saha, Dimitar Berbatov, Radamel Falcao, Anthony Martial (que continua no clube, mas mudou para a camisa 11) e Zlatan Ibrahimovic, na última temporada. Victor Lindelof, zagueiro contratado junto ao Benfica, deve ficar com a camisa 2. Desde a saída de Memphis Depay e agora com a saída de Wayne Rooney para o Everton, os números 7 e 10 estão vagos.

Além de grandes amigos, Pogba e Lukaku eram vizinhos. E o atacante belga confessou que a presença do amigo ajudou a escolher o Manchester United. O Chelsea, seu ex-clube, também queria contratá-lo e chegou a igualar a proposta do Manchester United, quando a proposta dos Red Devils já tinha sido feita. Ele preferiu ir para Old Trafford e isso tem muito a ver com o amigo também.

“Pogba teve um grande papel [na ida para o Manchester United]. É claro que ele é um dos meus melhores amigos e ele é meu vizinho também [os dois moram na mesma rua em Manchester, que fica a cerca de 30 milhas de Liverpool, cidade do Everton]. Nós estamos sempre juntos diariamente, então ele queria me explicar para mim como as coisas funcionam. Na última temporada, ele assinou pelo United e ter testemunhado isso realmente ativou algo no meu cérebro que sabia que um dia eu tivesse a chance de ir, eu não iria recusar. Você sabe e percebe o quão grande é o clube e a vontade que tem de ganhar troféus. Eu gostaria de dizer, ao final da minha carreira, que eu joguei por um time que sempre brigou por troféus e isso é o que o clube sempre fez. Estar aqui é uma benção e eu vou aproveitar esta oportunidade”, disse Lukaku, em entrevista à MUTV, após assinar o contrato.

Pelo jeito, Lukaku nem precisará mudar de casa. Só trocará o destino de todas as manhãs quando for treinar. Ao invés de se dirigir ao Finch Farm, Centro de Treinamentos do Everton, irá para o Aon Training Complex, em Carrington. Os dois Centros de Treinamento estão separados por 25 milhar (40 quilômetros), a 35 minutos de carro um do outro.